Dólar Comercial compra R$ 4,0633 venda R$ 4,0651 máxima 4,0697
Euro compra R$ 4,5054 venda R$ 4,5078 máxima 4,5109
22 Ago - 15h46
quinta, 22 de agosto de 2019
Unique
Jorge e Mateus Unico mobile
PREVENÇÃO

Imunização em queda: entenda os perigos de ignorar as vacinas

15 Ago 2019 - 19h02Atualizado 15 Ago 2019 - 19h28
Imunização em queda: entenda os perigos de ignorar as vacinas - Crédito: Renato LopeS Crédito: Renato LopeS

Apesar de o Brasil ter um Programa Nacional de Imunização (PNI) que é referência mundial, as suas altas taxas de cobertura que o caracterizavam têm apresentado significativas quedas nos últimos anos. Menos pessoas vacinadas, de acordo com a infectologista Clara Buscarini Leutewiler, representa a possibilidade da volta de doenças erradicadas no país, como a poliomielite e o sarampo.

Entre os motivos que estão levando a não vacinação está o medo dos riscos e reações advindas da imunização. Porém, a infectologista enfatiza que isso não deve impedir ninguém de receber a vacina, pois as fórmulas são seguras e, quando há algum efeito, normalmente são leves e transitórios. Além disso, os riscos podem ser facilmente reduzidos a partir de uma triagem.

"As reações locais são as mais comuns como vermelhidão, calor local, seguidos dos sistêmicos como febre, dor muscular, cefaleia, sonolência e vômitos, que podem ser significativamente reduzidos a partir de uma triagem rápida, em que se questiona ao paciente ou seu responsável sobre o histórico de saúde, como reações adversas anteriores, a idade, gravidez atual, doenças associadas, entendendo, portanto, o momento adequado para a vacinação", complementa.

A eficácia das vacinas é alcançada durante o seu processo de produção. Os vírus, bactérias ou toxóides bacterianos usados na produção delas são enfraquecidos nos laboratórios e, com isso, perdem o poder de provocar a doença, mas continuam capazes de produzir anticorpos no organismo.

"Ao ser administrada, a vacina estimula o corpo da pessoa a produzir a defesa- os anticorpos - contra a doença, ocasionando algo parecido com uma infecção natural. Esta proteção fica ‘gravada na memória’ do sistema imunológico, e quando a pessoa entra em contato com o micro-organismo ‘acessa’ essa defesa", explica a médica.

Entretanto, quando o corpo não recebe essa proteção está aberto para ser infectado, e basta uma pessoa doente para acontecerem os surtos de enfermidades, como no caso de sarampo e catapora. A alta transmissibilidade dessas infecções pode levar a surtos, principalmente em lugares com grande número de pessoas como escolas, creches e locais de trabalho.

Clara Buscarini Leutewiler alerta, portanto, para a importância de seguir o calendário de vacinação que, além de possibilitar a imunização individual, pode impedir a disseminação de certas doenças.

"O calendário de vacinação traz uma sequência cronológica na qual as vacinas devem ser aplicadas sistematicamente, a fim de proteger adequadamente contra um grande grupo de doenças infecciosas, tais como sarampo, caxumba, rubéola, poliomielite, catapora, tuberculose, difteria, entre outras. Outro ponto importante é que, respeitar as datas garante a eficácia do produto, pois muitas vacinas não trariam a proteção desejada se administradas antes do indicado", finaliza.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo abrirá mão de poder de veto na privatização da Eletrobras
GOLDEN SHARE

Governo abrirá mão de poder de veto na privatização da Eletrobras

há 24 minutos atrás
Governo abrirá mão de poder de veto na privatização da Eletrobras
Bolsonaro diz que indicação de diretor da PF é dele e não de Moro
TROCAS DE COMANDO

Bolsonaro diz que indicação de diretor da PF é dele e não de Moro

22/08/2019 11:21
Bolsonaro diz que indicação de diretor da PF é dele e não de Moro
Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 35 milhões no sábado
É MUITA GRANA!

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 35 milhões no sábado

22/08/2019 10:14
Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 35 milhões no sábado
Prévia da inflação de agosto desacelera em 0,08%
ECONOMIA

Prévia da inflação de agosto desacelera em 0,08%

22/08/2019 09:47
Prévia da inflação de agosto desacelera em 0,08%
Vereador e filho são encontrados mortos em Maricá-RJ
SUSPEITA DE EXECUÇÃO

Vereador e filho são encontrados mortos em Maricá-RJ

22/08/2019 09:23
Vereador e filho são encontrados mortos em Maricá-RJ
Últimas Notícias