Dólar Comercial compra R$ 5,3438 venda R$ 5,3444 máxima 5,3789
Euro compra R$ 6,4067 venda R$ 6,4079 máxima 6,4076
30 Nov - 08h30
segunda, 30 de novembro de 2020
VALE - PROTETORES DA FLORESTA - DESK - 24.11 a 24.12
VALE - PROTETORES DA FLORESTA - MOB - 24.11 a 24.12
COMBATE À COVID-19

Itália planeja monitorar pessoas vacinadas por aplicativo

22 Nov 2020 - 11h05Atualizado 22 Nov 2020 - 11h06
Itália planeja monitorar pessoas vacinadas por aplicativo - Crédito: ANSA Crédito: ANSA

O monitoramento de todas as pessoas que serão vacinadas contra o novo coronavírus pode ser feito por um aplicativo assim que houver um imunizante para combater a covid-19. O plano foi anunciado neste domingo, 22, pelo diretor-geral da Agência Italiana de Medicamentos (Aifa), Nicola Magrini.

Magrini também alertou que a possível vacina deve ser obrigatória apenas em casos extremos. “Como agência farmacêutica italiana, estimularemos mais estudos para farmacovigilância ativa também com meios inovadores, como um aplicativo para monitoramento de pessoas vacinadas”, disse.  

As declarações foram dadas durante o encontro “Uma vacina para todos”, promovido pela revista Internacional em Ferrara, no qual o executivo fala sobre as vacinas anti-covid e a campanha de vacinação que será realizada na Itália.  

O diretor afirmou que, neste momento, já existem 45 vacinas em ensaios em humanos. “Três dessas vacinas estão agora na fase final dos testes clínicos randomizados de grande dimensão, com várias dezenas de milhares de doentes. Podemos dizer que estes estudos serão capazes de garantir uma boa avaliação dos benefícios e riscos dessas três vacinas. Não se trata de ter preferências ou não, ao contrário dos pronunciamentos feitos nos últimos dias, mas controlar os dados como uma comunidade internacional de investigação”, declarou.  

Já em relação à vacinação obrigatória, Magrini alertou que “a obrigatoriedade é um mecanismo delicado que deve ser reservado apenas em casos extremos, como pessoal da saúde e da residência sanitária assistencial (RSA), mas deve ser utilizado com muita cautela porque é necessário estimular a confiança individual”, afirmou.  

O diretor da agência de remédios ainda concluiu que a pandemia de covid-19 “mostrou os aspectos superiores das pessoas, da pesquisa e da política que voltaram a se interessar pelo multilateralismo e além: fortaleceu os sistemas de saúde pública e mais uma vez convenceu a opinião pública de servir mais e ter mais investimento público”.

 

 

Fonte: IstoÉ

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Guilherme Boulos afirma nas redes sociais que resultado das eleições de SP é o recomeço
PRONUNCIAMENTO

Guilherme Boulos afirma nas redes sociais que resultado das eleições de SP é o recomeço

há 2 minutos atrás
Guilherme Boulos afirma nas redes sociais que resultado das eleições de SP é o recomeço
PSDB continua na frente, mas perde participação nas Eleições 2020
BALANÇO

PSDB continua na frente, mas perde participação nas Eleições 2020

há 2 minutos atrás
PSDB continua na frente, mas perde participação nas Eleições 2020
Idosos em casa de repouso serão prioridade de vacinação, segundo Autoridade de Saúde da França
SAÚDE

Idosos em casa de repouso serão prioridade de vacinação, segundo Autoridade de Saúde da França

há 52 minutos atrás
Idosos em casa de repouso serão prioridade de vacinação, segundo Autoridade de Saúde da França
Funcionária de IML que denunciou casos de necrofilia no RS é ameaçada de morte
ATERRORIZANTE

Funcionária de IML que denunciou casos de necrofilia no RS é ameaçada de morte

30/11/2020 06:54
Funcionária de IML que denunciou casos de necrofilia no RS é ameaçada de morte
Ministério da Justiça contabiliza 361 ocorrências no segundo turno
ELEIÇÕES 2020

Ministério da Justiça contabiliza 361 ocorrências no segundo turno

há 12 horas atrás
Ministério da Justiça contabiliza 361 ocorrências no segundo turno
Últimas Notícias