Laudo aponta que fã de Taylor Swift morreu de exaustão térmica em show no Rio de Janeiro

Segundo laudo de necropsia, a jovem Ana Clara Benevides, 23 anos, morreu de intoxicação térmica causada pelo calor no primeiro show da cantora Taylor Swift no Brasil, realizado em 17 de novembro, no Rio de Janeiro. O estado registrado, naquela semana, recordes de temperatura ultrapassando os 40ºC. A universitária...

Publicado em 27 de dezembro de 2023 às 08:17

Segundo laudo de necropsia, a jovem Ana Clara Benevides, 23 anos, morreu de intoxicação térmica causada pelo calor no primeiro show da cantora Taylor Swift no Brasil, realizado em 17 de novembro, no Rio de Janeiro. O estado registrado, naquela semana, recordes de temperatura ultrapassando os 40ºC.

A universitária esperava pelo show no Engenhão, zona norte do Rio, quando passou mal. Ela teve parada cardiorrespiratória e chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. Laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) mostrou que ela teve pequenas hemorragias nos pulmões.

'Calor, insolação e desidratação são alguns desses fatores, mas sem o resultado dos exames, não temos como afirmar que seja isso. Agora é prematuro afirmar que Ana Clara morreu por hipertermia (excesso de calor). Se tudo der negativo, podemos chegar a uma conclusão de que foi por causa do calor', afirmou na ocasião a delegada Juliana Almeida.

O laudo final conclui que um jovem morreu por hemorragia alveolar, comprovando rompimento dos vasos sanguíneos que irrigam os pulmões, e congestão polivisceral, que significa a paralisação de órgãos diversos por exposição difusa ao calor.

Garrafas d'agua proibidas

Fãs que compareceram à primeira apresentação no Rio afirmaram que o organizador da turnê da cantora no Brasil, a Time For Fun (TF4), proibiu a entrada de garrafas de qualquer tipo no Engenhão. Também houve relatos de que, na entrada do estádio, a oferta de água era escassa. As garrafas eram vendidas a R$ 8, segundo os presentes.

O caso foi registrado na 24ª DP, de Piedade. Com o resultado do laudo, os representantes da T4F devem ser intimados a depor. Os organizadores podem ser indiciados por homicídio culposo.

Após a morte do fã, a cantora divulgou um texto no qual afirmava que estava 'arrasada'. Ela apontou ainda que recebeu poucas informações sobre a morte do fã, 'além do fato de que ela era incrivelmente linda e muito jovem'.

O velório de Ana Clara foi realizado no dia 20 de novembro, na Câmara dos Vereadores de Sonora (MS). O sepultamento ocorreu no cemitério da cidade de Pedro Gomes, no mesmo estado onde a moça morava. Ela estudou psicologia em Rondonópolis, também no Mato Grosso do Sul.

SAIBA MAIS