Dólar Comercial compra R$ 5,3906 venda R$ 5,3921 máxima 5,3985
Euro compra R$ 6,3778 venda R$ 6,3841 máxima 6,3931
19 Set - 03h33
sábado, 19 de setembro de 2020
LIDER - TECN - 19 E 20.9 - DESK
BASA - EM CADA ORAÇÃO... - MOB 18.9 A 18.10
SOLIDARIEDADE

Michel Temer aceita chefiar missão brasileira de ajuda humanitária ao Líbano e se diz 'honrado'

09 Ago 2020 - 15h36Atualizado 09 Ago 2020 - 15h44Por Da Redação
Bolsonaro participou de videoconferência com chefes de vários países - Crédito: Reprodução - FacebookBolsonaro participou de videoconferência com chefes de vários países - Crédito: Reprodução - Facebook

O ex-presidente Michel Temer (MDB) disse estar "honrado" com o convite do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para liderar uma missão brasileira ao Líbano, após as explosões ocorridas na terça-feira, 4, na zona portuária de Beirute, capital do país.

Bolsonaro revelou que fez o convite a Michel Temer na manhã deste domingo, 9,  em videoconferência com líderes mundiais para tratar da situação no Líbano, na qual participaram o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, da França, Emanuel Macron, entre outros. O presidente brasileiro informou que pretende enviar medicamentos e alimentos para ajudar o povo libanês.

"Convidei, como meu enviado especial e chefe dessa missão o senhor Michel Temer, filho de libaneses e ex-presidente do Brasil", afirmou Bolsonaro.

O presidente brasileiro afirmou que"nos próximos dias", um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) irá enviar os medicamentos e insumos "reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil". Por via marítima, serão enviadas 4 mil toneladas de arroz "para atenuar a perda de estoques de cereais destruídos nas explosões" ressaltou Bolsonaro.

Temer informou em nota, que "quando o ato for publicado no Diário Oficial, serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa".

Após a  explosão que atingiu cerca de 10 quilômetros ao redor do porto de Beirute, a cidade passa por reconstrução. A tragédia é sucedida de manifestações de rua contra a corrupção no país, que já enfrentava uma grande crise econômica, penalizando sua população.

Movimentos populares reivindicam a antecipação das eleições. Mas, o presidente libanês, Michel Aoun, disse que o país precisa de itens para a reconstrução da área portuária de Beirute e de alimentos. O país tem registrado protestos em razão da situação política e humanitária.

 Segundo Aoun, ele assumiu o compromisso de "alcançar a Justiça" nas investigações sobre as explosões. "Uma vez que somente a Justiça pode propiciar algum nível de conforto às pessoas e vítimas afetadas e a todo cidadão libanês", ressaltou.

Fonte: Uol

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil terá discussão sobre novo marco legal da radiodifusão em 2021
COMUNICAÇÃO

Brasil terá discussão sobre novo marco legal da radiodifusão em 2021

18/09/2020 21:30
Brasil terá discussão sobre novo marco legal da radiodifusão em 2021
Avião de Bolsonaro arremete no MT por causa da fumaça de queimadas
NA MANHÃ DE HOJE

Avião de Bolsonaro arremete no MT por causa da fumaça de queimadas

18/09/2020 17:25
Avião de Bolsonaro arremete no MT por causa da fumaça de queimadas
Pai manda mensagem à ex-mulher antes de matar filho: ‘sofra pelo resto da vida’
CRIME

Pai manda mensagem à ex-mulher antes de matar filho: ‘sofra pelo resto da vida’

18/09/2020 17:00
Pai manda mensagem à ex-mulher antes de matar filho: ‘sofra pelo resto da vida’
Ministério da Saúde atualiza dados e ações de enfrentamento no combate à covid-19 no Brasil
ACOMPANHE

Ministério da Saúde atualiza dados e ações de enfrentamento no combate à covid-19 no Brasil

18/09/2020 16:30
Ministério da Saúde atualiza dados e ações de enfrentamento no combate à covid-19 no Brasil
Manaus entra em alerta diante de possível ‘segunda onda’ da covid-19
PANDEMIA

Manaus entra em alerta diante de possível ‘segunda onda’ da covid-19

18/09/2020 16:00
Manaus entra em alerta diante de possível ‘segunda onda’ da covid-19
Últimas Notícias