Dólar Comercial compra R$ 5,2903 venda R$ 5,2927 máxima 5,2934
Euro compra R$ 6,2796 venda R$ 6,284 máxima 6,2855
05 Ago - 20h10
quarta, 05 de agosto de 2020
PMB ICOAR E OUT 27.7
PMB ICOAR E OUT - MOB 27.7
ESTOCADOS

Ministério da Saúde tem quase 10 milhões de testes parados por falta de insumos

31 Jul 2020 - 16h14Atualizado 31 Jul 2020 - 16h15
Ministério da Saúde tem quase 10 milhões de testes parados por falta de insumos - Crédito: Ministério da Saúde Crédito: Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde tem um estoque de 9,8 milhões de testes de covid-19, do tipo RT-PCR, "encalhados" por falta de reagentes, segundo documentos internos da pasta aos quais o Estadão teve acesso. O montante é quase o dobro dos 5 milhões distribuídos pela pasta aos estados e municípios.

A pasta adquiriu os testes sem ter a garantia de que haveria os insumos necessários para possibilitar o diagnóstico. Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), estes produtos não são entregues "com regularidade" pela pasta.

Questionado, o ministério respondeu que teve dificuldades para encontrar todos os insumos no mercado internacional, mas que está estabilizando a distribuição conforme recebe importações de fornecedores. A pasta não respondeu se houve alerta do técnicos sobre os riscos da falta dos reagentes.

Dados apresentados pelo ministério mostram que o Brasil realizou 2,3 milhões de testes do tipo RT-PCR, sendo 1,4 milhão na rede pública e 943 mil na privada. Além dos exames "padrão ouro", o país fez outros 2,9 milhões de testes rápidos, que localizam anticorpos para a doença, mas não são indicados para diagnóstico..

Técnicos da Saúde chegaram a projetar que o País realizaria 110,5 mil testes por dia. A média diária em julho, entretanto, foi de 15,5 mil exames, segundo último boletim epidemiológico.

No último dia 17, o ministro interino Eduardo Pazuello minimizou a falta dos testes . "Criaram a ideia de que tem de testar para dizer que é coronavírus. Não tem de testar, tem de ter diagnóstico médico para dizer que é coronavírus. E, se o médico atestar, deve-se iniciar imediatamente o tratamento", afirmou em entrevista à revista Veja no último dia 17.

A falta dos exames de diagnóstico causa alto número de subnotificação. Até 18 de julho, o Brasil registrou 441.194 internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 213.280 para covid-19. Há ainda mais de 80 mil internações sendo investigadas e 141,6 mil classificadas como síndrome "não especificada".

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

STF valida restrição para operações policiais no Rio
JUSTIÇA

STF valida restrição para operações policiais no Rio

há 25 minutos atrás
STF valida restrição para operações policiais no Rio
Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano
ECONOMIA

Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano

há 55 minutos atrás
Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano
15 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada. 40% das escolas brasileiras não têm água nem para lavar as mãos
PANDEMIA

15 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada. 40% das escolas brasileiras não têm água nem para lavar as mãos

05/08/2020 18:42
15 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada. 40% das escolas brasileiras não têm água nem para lavar as mãos
Expulso da PM por faltar serviço, Gabriel Monteiro considera decisão ilegal: 'Fui dispensado por questão médica'
YOUTUBER

Expulso da PM por faltar serviço, Gabriel Monteiro considera decisão ilegal: 'Fui dispensado por questão médica'

05/08/2020 17:40
Expulso da PM por faltar serviço, Gabriel Monteiro considera decisão ilegal: 'Fui dispensado por questão médica'
Brasileira morre na Austrália após ataque a facadas de desconhecido
SUSPEITO PRESO

Brasileira morre na Austrália após ataque a facadas de desconhecido

05/08/2020 17:21
Brasileira morre na Austrália após ataque a facadas de desconhecido
Últimas Notícias