Dólar Comercial compra R$ 5,3158 venda R$ 5,3163 máxima 5,3792
Euro compra R$ 5,9766 venda R$ 5,9782 máxima 6,0392
04 Jul - 12h18
sábado, 04 de julho de 2020
Basa Sua Conta
Basa Sua Conta
SEM DATA PARA JULGAMENTO

MPF pede aumento da pena de Lula na ação do sítio de Atibaia

26 Jun 2019 - 19h19Atualizado 26 Jun 2019 - 19h23
MPF pede aumento da pena de Lula na ação do sítio de Atibaia - Crédito: Divulgação/Google Crédito: Divulgação/Google

Nesta quarta-feira, 26, o Ministério Público Federal (MPF) entregou ao Tribunal Regional Federal da 4ª (TRF-4) parecer que recomenda o aumento da pena do ex-presidente Lula na ação do sítio de Atibaia. Ainda não há data para julgamento na segunda instância.

Na primeira instância, a Justiça Federal do Paraná condenou Lula a 12 anos e 11 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O órgão requer, por exemplo, que Lula seja condenado por mais um crime de corrupção passiva, em relação as reformas feitas pelo pecuarista José Carlos Bumlai no sítio.

O ex-presidente foi inocentado do crime de corrupção em primeira instância, mas condenado por uma lavagem de dinheiro relacionada à reforma. Para o MPF, no entanto, a lavagem de dinheiro foi anterior à corrupção, e não teve participação de Lula.

Pelos crimes já reconhecidos na primeira instância, o MPF quer o aumento de pena de Lula, considerando agravantes como, por exemplo, o fato de ser figura pública.

E recomenda ainda que seja reconhecido o concurso formal impróprio, ou seja, que as penas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro sejam somadas, diferente do que determinou a primeira instância, em que a maior pena entre as duas condenações prevaleceu.

Isso porque, conforme o Código de Processo Penal, quando há omissão ou dolo em um ato que resulta em dois crimes, as penas de cada um precisam ser somada.

Requerimentos do MPF:

- condenar Luiz Inácio pelo crime de corrupção passiva em decorrência das reformas realizadas por José Bumlai no sítio de Atibaia;
- em relação à dosimetria, incrementar o aumento da pena a título de culpabilidade em relação ao réu Luiz Inácio e considerar negativa sua conduta social;
- considerar negativos os motivos em relação a todos os crimes de corrupção praticados pelo réu Luiz Inácio (e não apenas quando as verbas ilícitas se destinaram ao PT);
- considerar negativas as circunstâncias e consequências em relação a todos os crimes, aplicar a agravante do artigo 61, II, b, do Código Penal aos crimes de corrupção e aplicar a causa de aumento do § 1º do artigo 317 do Código Penal ao réu Luiz Inácio.

Com inFormações de G1.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa volta a realizar sorteios da Loteria Federal hoje
OLHO NA LOTERIA

Caixa volta a realizar sorteios da Loteria Federal hoje

há 34 minutos atrás
Caixa volta a realizar sorteios da Loteria Federal hoje
Justiça determina retirada de garimpeiros em território Yanomami
Indígenas

Justiça determina retirada de garimpeiros em território Yanomami

04/07/2020 10:02
Justiça determina retirada de garimpeiros em território Yanomami
INSS: Antecipação de Auxilio Doença e BPC prorrogada até outubro
Benefício

INSS: Antecipação de Auxilio Doença e BPC prorrogada até outubro

04/07/2020 09:28
INSS: Antecipação de Auxilio Doença e BPC prorrogada até outubro
Igrejas do Rio de Janeiro voltam a celebrar missas com número restrito de fiéis que devem se increver pela internet
RESTRIÇÕES

Igrejas do Rio de Janeiro voltam a celebrar missas com número restrito de fiéis que devem se increver pela internet

04/07/2020 09:25
Igrejas do Rio de Janeiro voltam a celebrar missas com número restrito de fiéis que devem se increver pela internet
Covid 19: Homens desenvolvem forma mais grave da doença
Pesquisas

Covid 19: Homens desenvolvem forma mais grave da doença

04/07/2020 08:38
Covid 19: Homens desenvolvem forma mais grave da doença
Últimas Notícias