Dólar Comercial compra R$ 4,1625 venda R$ 4,1627 máxima 4,1643
Euro compra R$ 4,6275 venda R$ 4,6289 máxima 4,6335
18 Out - 03h53
sexta, 18 de outubro de 2019
Banco da Amazônia - FNO 2
Banco da Amazônia - FNO 2 mobile
ECONOMIA

Número de bons pagadores no Cadastro Positivo pode atingir 90 milhões

12 Out 2019 - 18h58Atualizado 12 Out 2019 - 19h00
Número de bons pagadores no Cadastro Positivo pode atingir 90 milhões - Crédito: Reprodução/Internet Crédito: Reprodução/Internet

O aval para que as primeiras empresas gestoras dos dados de bons pagadores comecem a operar, deverá fazer o número de brasileiros incluídos no cadastro positivo saltar dos atuais 10 milhões para até 90 milhões. A estimativa do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco do Central (BC) foi anunciada ontem, 11. O BC não forneceu um prazo para que esse número seja atingido.

A autorização para as empresas gestoras funcionarem era o último passo para regulamentar a nova lei do Cadastro Positivo, sancionada em abril pelo presidente Jair Bolsonaro. Em julho, o Conselho Monetário Nacional (CMN) havia estabelecido uma série de requisitos para os diretores e controladores dessas empresas. No mesmo mês, um decreto presidencial listava uma série de procedimentos para garantir a segurança dos dados e impedir o vazamento de informações.

Inversão - Lista de bons pagadores que podem ter acesso a crédito mais barato, o Cadastro Positivo começou a funcionar em 2013, mas com uma lógica invertida em relação à atual. O cliente que quisesse ser incluído no cadastro tinha que comunicar ao banco. A nova legislação tornou automática a inclusão e o processamento dos dados dos clientes.

Quem não quiser entrar no Cadastro Positivo é que deve avisar a instituição financeira. Os bancos identificarão os bons pagadores com base num sistema de pontuação, sem terem acesso direto à movimentação financeira do cliente.

A regulamentação iguala o tratamento das empresas administradoras de banco de dados ao das instituições financeiras. Os controladores e diretores deverão ter reputação ilibada (sem suspeitas) e terem o currículo avaliado pelo Banco Central. Em relação à proteção das informações, o decreto estabeleceu padrões de segurança, como diretorias separadas para a gestão dos cadastros e para a segurança da informação e patrimônio líquido mínimo de R$ 100 milhões para cada empresa poder operar.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Manequim com roupas em rio mobiliza equipes de resgate e policiais militares em Jundiaí
SUSTO

Manequim com roupas em rio mobiliza equipes de resgate e policiais militares em Jundiaí

17/10/2019 20:17
Manequim com roupas em rio mobiliza equipes de resgate e policiais militares em Jundiaí
Moradores usam esparadrapo para tampar rachadura em prédio na Bahia
MEDO

Moradores usam esparadrapo para tampar rachadura em prédio na Bahia

17/10/2019 20:03
Moradores usam esparadrapo para tampar rachadura em prédio na Bahia
Ex-funcionário avisa que Google pode acessar todos os documentos dos usuários de sua nuvem
PRIVACIDADE NA INTERNET

Ex-funcionário avisa que Google pode acessar todos os documentos dos usuários de sua nuvem

17/10/2019 18:59
Ex-funcionário avisa que Google pode acessar todos os documentos dos usuários de sua nuvem
Cresce trabalho com carteira assinada após seis anos
ECONOMIA

Cresce trabalho com carteira assinada após seis anos

17/10/2019 18:23
Cresce trabalho com carteira assinada após seis anos
Rodrigo Maia recebe entidades sociais e se compromete a evitar pautar projetos contra a livre manifestação
MOVIMENTOS SOCIAIS

Rodrigo Maia recebe entidades sociais e se compromete a evitar pautar projetos contra a livre manifestação

17/10/2019 18:06
Rodrigo Maia recebe entidades sociais e se compromete a evitar pautar projetos contra a livre manifestação
Últimas Notícias