Dólar Comercial compra R$ 3,8386 venda R$ 3,8394 máxima 3,8390
Euro compra R$ 4,3353 venda R$ 4,3378 máxima 4,3377
20 Jun - 21h57
quinta, 20 de junho de 2019
TCM
Unique_mobile
AMEAÇAS AO TRIBUNAL

PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito que investiga ofensas a ministros do STF

16 Abr 2019 - 13h41Atualizado 16 Abr 2019 - 13h43
PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito que investiga ofensas a ministros do STF - Crédito: Rosinei Coutinho/STF Crédito: Rosinei Coutinho/STF

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta terça-feira, 16, oito mandados de busca e apreensão em São Paulo, Goiás e Distrito Federal para aprofundar investigações de suspeitas de injúria e difamação contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Engenho do Dedé2

A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, relator do inquérito aberto em março para apurar ofensas a magistrados da Suprema Corte e informações falsas envolvendo os integrantes do tribunal. Os mandados se basearam em opiniões negativas feitas por pessoas sobre o STF e em ofensas à Corte. Em alguns casos, as buscas se basearam no que o Supremo considerou serem ameaças ao tribunal.

No despacho, o Alexandre de Moraes informa que foi verificada "a postagem reiterada em redes sociais de mensagens contendo graves ofensas a esta Corte e seus integrantes, com conteúdos de ódio e de subversão da ordem".

Além da apreensão de celulares, tablets e computadores, o ministro determinou o bloqueio de contas em redes sociais dos alvos e disse que todos devem prestar depoimento. “Determino, ainda, o bloqueio de contas em redes sociais, tais como Facebook, WhatsApp, Twitter e Instagram, desses mesmos investigados”, diz o texto.

Alvos dos mandados de busca e apreensão:

Omar Rocha Fagundes, em Anápolis (GO)
Isabella Sanches de Souza Trevisani, em Ferraz de Vasconcellos (SP)
Carlos Antonio dos Santos, em Ribeirão Pires (SP)
Erminio Aparecido Nadin, em São Paulo (SP)
Paulo Chagas, em Taguatinga (DF)
Gustavo de Carvalho e Silva, em Campinas (SP)
Sergio Barbosa de Barros, em São Paulo (SP)

Candidato derrotado ao governo do Distrito Federal na eleição do ano passado pelo PSL, o general da reserva Paulo Chagas confirmou na manhã desta terça, em uma rede social, que a PF foi até a sua .casa.

O general da reserva Paulo Chagas, candidato ao governo do DF na eleição passada, confirmou a ida da presença da polícia em sua casa. "Caros amigos, acabo de ser honrado com a visita da Polícia Federal em minha residência, com mandado de busca e apreensão expedido por ninguém menos do que ministro Alexandre de Moraes. Quanta honra! Lamentei estar fora de Brasília e não poder recebê-lo pessoalmente", escreveu Paulo Chagas.

Fonte: G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministro da Secretaria-Geral Floriano Peixoto deve ser nomeado presidente dos Correios
FORMADO EM ADMINISTRAÇÃO

Ministro da Secretaria-Geral Floriano Peixoto deve ser nomeado presidente dos Correios

há 16 minutos atrás
Ministro da Secretaria-Geral Floriano Peixoto deve ser nomeado presidente dos Correios
Pai tenta salvar filho que estava se afogando e os dois morrem
FATALIDADE NA BAHIA

Pai tenta salvar filho que estava se afogando e os dois morrem

20/06/2019 20:34
Pai tenta salvar filho que estava se afogando e os dois morrem
Carlos Bolsonaro é bloqueado pelo Facebook por uma semana
BARRADO

Carlos Bolsonaro é bloqueado pelo Facebook por uma semana

20/06/2019 18:15
Carlos Bolsonaro é bloqueado pelo Facebook por uma semana
Filho da deputada Flordelis confessa ter matado o pai no Rio de Janeiro
ASSASSINATO

Filho da deputada Flordelis confessa ter matado o pai no Rio de Janeiro

20/06/2019 17:08
Filho da deputada Flordelis confessa ter matado o pai no Rio de Janeiro
Gari apresenta TCC uniformizado ao se formar em história
ORGULHO

Gari apresenta TCC uniformizado ao se formar em história

20/06/2019 16:19
Gari apresenta TCC uniformizado ao se formar em história
Últimas Notícias