Dólar Comercial compra R$ 3,9260 venda R$ 3,9290 máxima 3,9275
Euro compra R$ 4,4148 venda R$ 4,4186 máxima 4,4195
20 Abr - 05h57
sábado, 20 de abril de 2019
encarte_formosa
encarte_formosa_mobile
AMEAÇAS AO TRIBUNAL

PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito que investiga ofensas a ministros do STF

16 Abr 2019 - 13h41
PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito que investiga ofensas a ministros do STF - Crédito: Rosinei Coutinho/STF Crédito: Rosinei Coutinho/STF

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta terça-feira, 16, oito mandados de busca e apreensão em São Paulo, Goiás e Distrito Federal para aprofundar investigações de suspeitas de injúria e difamação contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, relator do inquérito aberto em março para apurar ofensas a magistrados da Suprema Corte e informações falsas envolvendo os integrantes do tribunal. Os mandados se basearam em opiniões negativas feitas por pessoas sobre o STF e em ofensas à Corte. Em alguns casos, as buscas se basearam no que o Supremo considerou serem ameaças ao tribunal.

No despacho, o Alexandre de Moraes informa que foi verificada "a postagem reiterada em redes sociais de mensagens contendo graves ofensas a esta Corte e seus integrantes, com conteúdos de ódio e de subversão da ordem".

Além da apreensão de celulares, tablets e computadores, o ministro determinou o bloqueio de contas em redes sociais dos alvos e disse que todos devem prestar depoimento. “Determino, ainda, o bloqueio de contas em redes sociais, tais como Facebook, WhatsApp, Twitter e Instagram, desses mesmos investigados”, diz o texto.

Alvos dos mandados de busca e apreensão:

Omar Rocha Fagundes, em Anápolis (GO)
Isabella Sanches de Souza Trevisani, em Ferraz de Vasconcellos (SP)
Carlos Antonio dos Santos, em Ribeirão Pires (SP)
Erminio Aparecido Nadin, em São Paulo (SP)
Paulo Chagas, em Taguatinga (DF)
Gustavo de Carvalho e Silva, em Campinas (SP)
Sergio Barbosa de Barros, em São Paulo (SP)

Candidato derrotado ao governo do Distrito Federal na eleição do ano passado pelo PSL, o general da reserva Paulo Chagas confirmou na manhã desta terça, em uma rede social, que a PF foi até a sua .casa.

O general da reserva Paulo Chagas, candidato ao governo do DF na eleição passada, confirmou a ida da presença da polícia em sua casa. "Caros amigos, acabo de ser honrado com a visita da Polícia Federal em minha residência, com mandado de busca e apreensão expedido por ninguém menos do que ministro Alexandre de Moraes. Quanta honra! Lamentei estar fora de Brasília e não poder recebê-lo pessoalmente", escreveu Paulo Chagas.

Fonte: G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
EM GOIÂNIA

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia

19/04/2019 22:49
Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
INTERNACIONAL

Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht

19/04/2019 20:35
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
POLÊMICA!

Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula

19/04/2019 19:37
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
TRAGÉDIA

Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa

19/04/2019 19:00
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
JUSTIÇA

Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia

19/04/2019 18:32
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
Últimas Notícias