Dólar Comercial compra R$ 5,338 venda R$ 5,3385 máxima 5,4619
Euro compra R$ 5,9224 venda R$ 5,9251 máxima 6,0735
31 Mai - 06h55
domingo, 31 de maio de 2020
XP Invest
Natura mobile
TRETA

Porta-voz diz que Bolsonaro quer colocar 'ponto final' em discussão de Carlos e Mourão

23 Abr 2019 - 21h44Atualizado 23 Abr 2019 - 21h55
Porta-voz diz que Bolsonaro quer colocar 'ponto final' em discussão de Carlos e Mourão - Crédito: Divulgação/Google Crédito: Divulgação/Google

Nesta terça-fera, 23, o  porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, declarou para a imprensa que o presidente Jair Bolsonaro quer colocar um “ponto final” naquilo que o Planalto classificou como uma “pretensa discussão” entre o vice-presidente Hamilton Mourão e o vereador Carlos Bolsonaro.

“ É sangue do meu sangue”, disse o presidente, em mensagem lida pelo porta-voz. Como fez em outras ocasiões, Bolsonaro, por meio do pronunciamento de seu porta-voz, voltou a elogiar a participação do filho na sua eleição.

“De uma vez por todas o presidente gostaria de deixar claro o seguinte: quanto a seus filhos, em particular ao Carlos, o presidente enfatiza que ele sempre estará a seu lado. O filho foi um dos grandes responsáveis pela vitória nas urnas, contra tudo e contra todos”, declarou,

Em uma tentativa de apaziguar os ânimos, Bolsonaro, na mensagem, fez uma menção protocolar ao seu vice. “O  presidente destacou que o general  é subcomandante do governo. Ele topou o desafio das eleições e terá a consideração e o apreço do senhor presidente”, disse Rêgo Barros.

Sem mencionar diretamente as menções do filho contra Mourão, Bolsonaro, segundo o porta-voz, destacou "que declarações individuais publicadas em mais diversas mídias são de exclusiva responsabilidade daquele que as emite."

Ainda de acordo com o porta-voz, o  presidente ressaltou também serão bem-vindas "influências externas ao governo que venham a contribuir para as mudanças propostas para o Brasil".

Carlos ataca novamente

Minutos após o pronunciamento do porta-voz, o vereador voltou ao ataque. Em uma nova publicação no Twitter, Carlos acusou o vice, chamado por ele de "o tal de Mourão", de ter dito que a facada sofrida por Bolsonaro durante a campanha era uma "vitimização."

"Naquele fatídico dia em que meu pai foi esfaqueado por ex-integrante do PSOL e o tal de Mourão em uma de suas falas disse que aquilo tudo era vitimização. Enquanto um homem lutava pela vida e tentava impedir que o Brasil caísse nas garras do PT, queridinhos da imprensa opinavam", escreveu Carlos, reproduzindo um print de uma reportagem do G1.

A reportagem citada por Carlos, no entanto, não é do mesmo em que o presidente sofreu o atentado durante ato de campanha. Bolsonaro foi golpeado por Adélio Bispo dos Santos no dia 6 de setembro. A declaração de Mourão à imprensa foi dada cinco dias depois, em 11 de setembro, em Brasília, ao defender que a campanha não explorasse o atentado.

"Esse troço já deu o que tinha que dar. É uma exposição que eu julgo que já cumpriu sua tarefa. Ele [Bolsonaro] vai gravar vídeo do hospital, mas não naquela situação, não propaganda. Vamos acabar com a vitimização, chega", afirmou Mourão, na ocasião.

Com informações de O Globo.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

MPF pede suspensão de norma que recomendou uso de cloroquina para covid-19
CORONAVÍRUS

MPF pede suspensão de norma que recomendou uso de cloroquina para covid-19

30/05/2020 22:30
MPF pede suspensão de norma que recomendou uso de cloroquina para covid-19
EUA solicitam Guarda Nacional para conter protestos em Minneapolis
CASO DE RACISMO

EUA solicitam Guarda Nacional para conter protestos em Minneapolis

30/05/2020 22:00
EUA solicitam Guarda Nacional para conter protestos em Minneapolis
Brasil atinge 28.834 mortes por covid-19 e passa a França no número de vítimas
PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Brasil atinge 28.834 mortes por covid-19 e passa a França no número de vítimas

30/05/2020 19:42
Brasil atinge 28.834 mortes por covid-19 e passa a França no número de vítimas
STF nega pedido de reabertura de comércio em Duque de Caxias
PANDEMIA

STF nega pedido de reabertura de comércio em Duque de Caxias

30/05/2020 19:30
STF nega pedido de reabertura de comércio em Duque de Caxias
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial a partir deste sábado, 30
NOVIDADE

Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial a partir deste sábado, 30

30/05/2020 18:10
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial a partir deste sábado, 30
Últimas Notícias