Dólar Comercial compra R$ 5,3099 venda R$ 5,3108 máxima 5,3441
Euro compra R$ 6,3644 venda R$ 6,3671 máxima 6,4081
30 Nov - 10h43
segunda, 30 de novembro de 2020
NUMBER ONE - DESK - 30 A 15.12
LIDER - TECN - 29 E 30.11 - MOB
PREMIAÇÃO

Primeiro-ministro da Etiópia recebe Prêmio Nobel da Paz

11 Out 2019 - 12h56Atualizado 11 Out 2019 - 12h57
Primeiro-ministro da Etiópia recebe Prêmio Nobel da Paz - Crédito: REUTERS/Tiksa Negeri Crédito: REUTERS/Tiksa Negeri

A Academia Sueca concedeu ao primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, de 43 anos, o Prêmio Nobel da Paz pelos seus esforços para alcançar a paz na Eritreia. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 11, em Oslo, na Noruega.

“O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, foi este ano galardoado com o Prêmio Nobel da Paz pelos esforços para alcançar a paz e a cooperação internacional e, em particular, pela sua iniciativa decisiva para resolver o conflito fronteiriço com a vizinha Eritreia”, afirmou o Comitê, em nota.

A Etiópia e a Eritreia são inimigos de longa data, tendo travado uma guerra na fronteira entre 1998 e 2000 e restaurado as relações apenas em julho de 2018, após décadas de hostilidade.

O júri destacou o “importante trabalho [de Ahmed] para promover a reconciliação, a solidariedade e a justiça social”.

O prêmio também visa a reconhecer "todas as partes interessadas que trabalham pela paz e reconciliação na Etiópia e nas regiões leste e nordeste da África", acrescenta o comunicado.

"Abiy Ahmed Ali iniciou importantes reformas que proporcionam a muitos cidadãos a esperança de uma vida melhor e de um futuro melhor", diz ainda a nota.

O Comitê Norueguês do Nobel acredita que é agora que os esforços de Abiy Ahmed merecem reconhecimento e precisam de incentivo.

“Este reconhecimento é uma vitória para todo o povo etíope, e é também uma motivação para fortalecer a nossa determinação em tornar a Etiópia – o novo horizonte da esperança – uma nação próspera para todos”, disse o gabinete do primeiro-ministro do país.

No ano passado, o prémio foi atribuído ao médico congolês Denis Mukwege e à ativista de direitos humanos Nadia Murad, devido aos esforços dos dois para acabar com a violência sexual como arma nos conflitos e guerras em todo o mundo.

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Confiança de Serviços cai 2,1 pontos em novembro, diz FGV
ECONOMIA

Confiança de Serviços cai 2,1 pontos em novembro, diz FGV

há 12 minutos atrás
Confiança de Serviços cai 2,1 pontos em novembro, diz FGV
DINHEIRO

Trabalhador tem até esta segunda-feira para movimentar o FGTS emergencial

há 18 minutos atrás
Caixa libera pagamento do auxílio emergencial nesta segunda-feira, 30
5º CICLO

Caixa libera pagamento do auxílio emergencial nesta segunda-feira, 30

há 29 minutos atrás
Caixa libera pagamento do auxílio emergencial nesta segunda-feira, 30
Maradona caiu e bateu cabeça uma semana antes de morrer
NEGLIGÊNCIA?

Maradona caiu e bateu cabeça uma semana antes de morrer

há 46 minutos atrás
Maradona caiu e bateu cabeça uma semana antes de morrer
Chefe da Casa Militar do Governo de Manaus é preso pela PF
OPERAÇÃO SANGRIA

Chefe da Casa Militar do Governo de Manaus é preso pela PF

30/11/2020 09:03
Chefe da Casa Militar do Governo de Manaus é preso pela PF
Últimas Notícias