Dólar Comercial compra R$ 5,3416 venda R$ 5,343 máxima 5,3563
Euro compra R$ 6,0423 venda R$ 6,0461 máxima 6,0595
06 Jul - 15h30
segunda, 06 de julho de 2020
Equatorial Celpa
Equatorial Celpa mobile
MAIS UM EPISÓDIO

Promotora do Rio de Janeiro acusa Raquel Dodge de tentar tumultuar investigações do caso Marielle Franco

Às vésperas de deixar a PGR Dodge pediu a federalização do processo

15 Jan 2020 - 16h32Atualizado 15 Jan 2020 - 16h47Por Da Redação
Raquel Dodge pediu a federalização do caso Marielle - Crédito: Reprodução - Agência BrasilRaquel Dodge pediu a federalização do caso Marielle - Crédito: Reprodução - Agência Brasil

A coordenadora do Grupo de Ação e Repressão contra o Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), promotora  Simone Sibilio, chefe da investigação do duplo homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, promotora  Simone Sibilio, que chefia a investigação do duplo homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, acusou a ex-procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de prejudicar o processo.

As críticas estão registrados em um documento de 71 páginas, que corre em segredo de justiça, divulgado pelo G1 nesta quarta-feira, 15. O MP do RJ chega a dizer que a atuação da PGR pode municiar a defesa de acusados.

Tudo foi registrado nas alegações finais do processo do MP-RJ no Incidente de Deslocamento de Competência (IDC) de número 24, aberto pela ministra Laurita Vaz, após pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), em setembro de 2019, às vésperas da saída de Raquel Dodge do cargo.

Simone Sibilio escreveu no documento, que Raquel  Dodge agiu por “capricho pessoal”, usou “argumentação falaciosa”, provoca “balburdia processual”, baseou-se em “disse me disse” e traz “prejuízos incomensuráveis” ao caso, “sem conseguir enxergar o malefício que produziu”.

O processo analisa se toda a investigação deve sair da esfera estadual e ir para a federal e  tramita em segredo de justiça sem ainda ter decisão.

A PGR argumentou que há uma “possível má conduta policial” (no Rio) e “vestígios da falta de isenção das autoridades encarregadas da investigação, que podem explicar a dificuldade em elucidar os homicídios”. O órgão federal afirma que “manter a investigação no âmbito estadual, no contexto já provado, pode consagrar o desrespeito às obrigações internas de garantia aos Direitos Humanos”.

Porém, o MP do RJ rebateu no processo, alegando que, tudo não passa de “um interminável disse me disse” ou “fofocadas de corredores penitenciários” que “materializam um capricho pessoal da ex-PGR”.

Os procuradores federais também afirmam, citando um inquérito da Polícia Federal, que há indícios de que o “verdadeiro autor intelectual do duplo homicídio é Domingos Inácio Brazão", ex-deputado e atula conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: G1

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Parques de São Paulo devem reabrir esta semana
REABERTURA

Parques de São Paulo devem reabrir esta semana

06/07/2020 14:20
Parques de São Paulo devem reabrir esta semana
Região Sul volta a entrar em alerta devido a risco de novos temporais
FRENTE FRIA

Região Sul volta a entrar em alerta devido a risco de novos temporais

06/07/2020 13:34
Região Sul volta a entrar em alerta devido a risco de novos temporais
Estudantes com Fies podem suspender parcelas no Banco do Brasil a partir desta segunda, 6
EDUCAÇÃO

Estudantes com Fies podem suspender parcelas no Banco do Brasil a partir desta segunda, 6

há 2 horas atrás
Estudantes com Fies podem suspender parcelas no Banco do Brasil a partir desta segunda, 6
Justiça do Rio revoga prisão de faxineiro detido por se parecer com assaltante
INJUSTIÇADO

Justiça do Rio revoga prisão de faxineiro detido por se parecer com assaltante

06/07/2020 13:00
Justiça do Rio revoga prisão de faxineiro detido por se parecer com assaltante
Mulher que agrediu verbalmente fiscal da Vigilância Sanitária é demitida
AGRESSÃO VERBAL

Mulher que agrediu verbalmente fiscal da Vigilância Sanitária é demitida

06/07/2020 12:53
Mulher que agrediu verbalmente fiscal da Vigilância Sanitária é demitida
Últimas Notícias