Dólar Comercial compra R$ 5,3665 venda R$ 5,3675 máxima 5,3672
Euro compra R$ 5,9912 venda R$ 5,9928 máxima 6,0046
02 Jun - 08h11
terça, 02 de junho de 2020
Alcoa
Basa Capital de Giro taxas reduzidas mobile
PRESSIONADA

Regina Duarte tenta se defender de acusações a favor da ditadura

22 Mai 2020 - 14h46Atualizado 22 Mai 2020 - 15h52
Crédito: Reprodução - Crédito: Reprodução -

A atriz e ex-secretária da cultura, Regina Duarte, enviou uma carta para os meios de comunicação se defendendo das acusações de tentar minimizar os danos da ditadura no Brasil.

Essa fala foi registrada em  uma entrevista para a CNN. Na ocasião a atriz cantou trechos da marchinha "Pra frente Brasil", que é considerada um hino do regime militar e completou afirmando que sempre houve tortura no Brasil.

Ela afirmou na carta, que ter cantado a marchinha significa ter brasilidade e sentimento de união. "Amo meu país, sim, e tenho deixado isso sempre bem claro, a ponto de, numa recente entrevista à TV, ter cantado a conhecida marchinha dos anos 70, que fala de 'todos ligados na mesma emoção'. Nada a ver com defesa da ditadura, como quiseram alguns, mas com o sonho de brasilidade e união, que venho defendendo ao longo de toda a minha vida", escreveu a ex-secretária. Para as pessoas que entenderam de outra forma ela pede perdão por pensarem que ela tentou diminuir o dano da ditadura. "Desculpa se, na mesma ocasião, passei a impressão de que teria endossado a tortura, algo inominável e que jamais teria minha anuência, como sabem os que conhecem minha história", completou.

Durante a entrevista, quando perguntada sobre as mortes durante o regime militar, Regina  se referiu a ditadura militar da seguinte forma. "Cara, desculpa, eu vou falar uma coisa. Assim, na humanidade não para de morrer. Se você fala em vida, do outro lado tem morte. E as pessoas ficam 'ó, ó, ó'. Por quê?", disse.. Ela ainda afirmou que não é preciso ligar para o passado, pois estamos vivos. 

Preocupada com as críticas e a falta de aceitação nas redes sociais, ela afirma que havia uma ação coordenada contra ela. "Em vez de uma discussão franca, que seria saudável, por mais altos que fossem os decibéis, o que identifiquei foi só a ação coordenada de apedrejar uma pessoa que, há mais de meio século, vem se dedicando às artes e à dramaturgia brasileira", criticou.

No fim da carta ela diz que seu desejo não era de ser o centro das atenções e sim as ações que ela adotaria para a cultura.

A atriz saiu do cargo na quarta-feira, 20, e foi designada para comandar a Cinemateca Brasileira, com sede em São Paulo.

Fonte: Uol
 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bares e restuarantes pressionam pela reabertura no DF e cogitam mais de 40 mil demissões
SEM SAÍDA

Bares e restuarantes pressionam pela reabertura no DF e cogitam mais de 40 mil demissões

há 20 minutos atrás
Bares e restuarantes pressionam pela reabertura no DF e cogitam mais de 40 mil demissões
Caixa libera hoje saque da 2ª parcela do Auxílio Emergencial para nascidos em março
AJUDA FINANCEIRA

Caixa libera hoje saque da 2ª parcela do Auxílio Emergencial para nascidos em março

há 41 minutos atrás
Caixa libera hoje saque da 2ª parcela do Auxílio Emergencial para nascidos em março
Brasil tem 211 shoppings em funcionamento; São Paulo reabre 32
PANDEMIA

Brasil tem 211 shoppings em funcionamento; São Paulo reabre 32

01/06/2020 21:55
Brasil tem 211 shoppings em funcionamento; São Paulo reabre 32
Rio de Janeiro registra 54 mil casos confirmados e 5.462 mortes por covid-19
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Rio de Janeiro registra 54 mil casos confirmados e 5.462 mortes por covid-19

01/06/2020 18:34
Rio de Janeiro registra 54 mil casos confirmados e 5.462 mortes por covid-19
Pesquisadores da UFRJ dizem que situação ainda é extremamente preocupante e recomendam lockdown no Rio para conter covid-19
MEDIDA

Pesquisadores da UFRJ dizem que situação ainda é extremamente preocupante e recomendam lockdown no Rio para conter covid-19

01/06/2020 18:18
Pesquisadores da UFRJ dizem que situação ainda é extremamente preocupante e recomendam lockdown no Rio para conter covid-19
Últimas Notícias