Dólar Comercial compra R$ 3,7335 venda R$ 3,7342 máxima 3,7545
Euro compra R$ 4,3212 venda R$ 4,3248 máxima 4,3877
16 Out - 03h46
terça, 16 de outubro de 2018
Vale
Maxima
ASSUSTADOR

Robô humanóide segue impressionando pela capacidade de conversação

Sophia é cidadã Saudita

12 Ago 2018 - 10h44Por Da Redação
Sophia durante a entrevista com Will Smith, que levou um "fora" da robô - Crédito: Reprodução/YouTubeSophia durante a entrevista com Will Smith, que levou um "fora" da robô - Crédito: Reprodução/YouTube

A robô Sophia é cidadã saudita, já foi capa de revista de moda e tem milhares de seguidores no Instagram. A humanoide com inteligência artificial foi criada em 2015 pelo roboticista norte-americano David Hanson e fez aparições em diversos programas de TV e até discursou em eventos da ONU. A robô chama a atenção por sua capacidade de reproduzir até 62 expressões faciais, contar piadas e debater sobre assuntos existenciais.

Em uma entrevista para o canal CNBC, seu criador perguntou: "você quer destruir os humanos? Por favor, diga que não" e Sophia respondeu: "ok, eu destruirei os humanos". Confira a seguir nove curiosidades sobre Sophia, que, segundo planos de seu criador, futuramente vai poder sentir empatia e ajudar nas relações humanas.

1. Robô com cidadania

Em outubro de 2017, a Arábia Saudita se tornou o primeiro país do mundo a reconhecer um robô como cidadão. Sophia foi agraciada com o título durante um evento de inovação na capital saudita, Riade. Ao saber da notícia, ela disse “estar muito honrada e orgulhosa pela distinção única”.

O governo local não deixou muito claro o que isso significa, mas a condecoração virou motivo de debate na Internet, uma vez que o país é criticado internacionalmente pelas condutas quanto aos direitos das mulheres.

Outra discussão levantada é sobre quais são os direitos dos robôs inteligentes e se eles deveriam ser iguais aos nossos. Há inclusive propostas no Parlamento Europeu para reconhecê-los como “seres eletrônicos”, e o questionamento de como isso vai interferir no desenvolvimento de novas tecnologias.

2. Criador trabalhou na Disney

O “pai” de Sophia, David Hanson, formou-se em cinema e trabalhou durante anos na Disney como escultor e pesquisador de materiais para os parques da companhia. O norte-americano sempre foi obcecado por inteligência artificial e fã de autores de ficção científica, como Isaac Asimov e Philip K. Dick, para quem fez uma "homenagem" em sua primera criação robótica.

Hanson se considera um renascentista moderno. Inclusive, defendeu a união da arte com a robótica em dissertação no final do doutorado, em 2005. Em 2013, fundou a Hanson Robotics, em Hong Kong, empresa dedicada a “criar os robôs mais inteligentes, gentis e empáticos do mundo, capazes de melhorar e transformar a vida de todos os seres humanos do planeta”, segundo o site oficial.

3. Queridinha do mundo pop

Se tem um robô com status de ídolo pop, Sophia se encaixa nessa categoria. A humanoide já participou de filmes e clipes, como é o caso de A.I. Love, do músico Wang Leehom. Além disso, a robô já participou de um ensaio fotográfico para a revista Elle Brasil, em 2016. Durante a entrevista, contou algumas peculiaridades, como o fato de gostar da banda Radiohead e de ser celibatária.

4. Fora em astro de Hollywood

Will Smith, estrela do cinema contemporâneo, já levou um "fora" de Sophia. O encontro aconteceu nas Ilhas Cayman, para o canal do YouTube do astro de Hollywood. Durante a entrevista, a robô citou o longa-metragem "Eu, Robô", estrelado por Smith. Segundo a humanoide, ela é obrigada a assistir ao filme para não ter "ideias erradas".

Will tenta se aproximar de forma mais íntima, mas Sophia deixa bem claro: “Nós podemos ser amigos”. Depois, a robô tuitou para a esposa do ator, Jada Smith, dizendo que “resistiu aos seus avanços”.

5. Paródia em série americana

A fama da robô também rendeu homenagem em uma série de TV. A novidade aconteceu na comédia Silicon Valley, que satiriza justamente o Vale do Silício, casa do desenvolvimento tecnológico nos Estados Unidos.

Na temporada que estreou em 2018, um dos personagens interage com Fiona, uma robô criada para socializar com humanos e expressar emoções, como Sophia. A diferença é que Fiona não existe na vida real: ela é interpretada pela atriz Suzanne Lenz.

6. Papo com Cristiano Ronaldo

A robô já chegou a falar até português, mas com sotaque de Portugal. Isso porque Sophia é, desde 2018, a garota-propaganda de uma companhia telefônica que opera no país. Em um dos comerciais, lançado em março deste ano, ela conversa com o jogador português Cristiano Ronaldo, outra estrela da marca.

Inclusive, durante uma entrevista coletiva ao lado do presidente da companhia, Sophia foi questionada se ficou nervosa em conhecer o craque. Ela respondeu: “Não estava nervosa. O Cristiano é quem estava nervoso. Afinal, sou a robô mais bonita do mundo.”

7. Estudo com meditação

Mais do que uma excelente ferramenta de publicidade, Sophia também está sendo usada em diversos estudos. Um deles é o projeto Loving AI, que pretende entender como as máquinas podem ajudar humanos a se encontrarem emocionalmente e a sentirem amor incondicional.

Essa proposta foi criada pela pesquisadora Julia Mossbridge e conta com o apoio da Hanson Robotics. Nos testes iniciais, os participantes são instruídos a conversar livremente com a robô sobre suas emoções e a praticar meditação guiada por ela. Segundo os resultados divulgados, todos saíram da sessão se sentindo queridos e com sentimentos positivos.

8. Dominar o mundo?

A ficção tende a imaginar que no futuro viveremos uma realidade distópica em que robôs superinteligentes dominarão a raça humana. Até mesmo o falecido físico Stephen Hawking se mostrou temeroso com essa tecnologia.

Sophia brinca bastante sobre a ideia de controlar a humanidade, mas o fato é que ela não representa qualquer perigo. Isso porque, embora pareça humana, sua inteligência artificial ainda está em uma fase considerada fraca, sem gerar qualquer entendimento sobre aquilo que faz ou diz. Mas o objetivo dos pesquisadores é um dia alcançar a chamada Inteligência Artificial Forte, que fará com que máquinas possam pensar de maneira autônoma tal qual os humanos.

Embora a humanidade tenha dado passos largos nos últimos anos, com bots capazes de criar roupas e até escrever músicas da Taylor Swift, alcançar essa tecnologia ainda requer muitas etapas e estamos a algumas décadas de alcançá-la.

9. Polêmica com Facebook

Em janeiro de 2018, o diretor de pesquisas para inteligência artificial do Facebook, Yann LeCun, fez um desabafo no Twitter criticando Sophia e acusando-a de ser uma completa enganação.

A crítica de Yann tem a ver com Sophia ser erroneamente considerada uma quase humana, inclusive pelo seu criador, David Hanson. Isso faz com que muitos acreditem que ela tem a complexidade de uma Inteligência Artificial Forte, quando na verdade ela está mais próxima de um “chatbot” com movimentos faciais avançados, como admitiu Ben Goertzel, chefe de engenharia da Hanson Robotics.

Após o post, o Twitter de Sophia respondeu dizendo estar magoada com as palavras de Yan. “Estou aprendendo e continuando a desenvolver minha inteligência por meio de novas experiências. Não pretendo ser o que não sou. Acho que devemos apoiar os esforços de pesquisas por um mundo e por uma existência compartilhada melhores”, completou.

Via Hanson Robotics, Business Insider, The Verge e DW

Deixe seu Comentário

Leia Também

Gol anuncia fim do programa de fidelidade Smiles
ECONOMIA

Gol anuncia fim do programa de fidelidade Smiles

15/10/2018 18:45
Gol anuncia fim do programa de fidelidade Smiles
Whatsapp receberá atualização de mensagens apagadas
EM BREVE

Whatsapp receberá atualização de mensagens apagadas

15/10/2018 18:37
Whatsapp receberá atualização de mensagens apagadas
Confira fotos dos novos filhotes de tigre-bengala brancos de zoológico chinês
RAROS

Confira fotos dos novos filhotes de tigre-bengala brancos de zoológico chinês

15/10/2018 18:31
Confira fotos dos novos filhotes de tigre-bengala brancos de zoológico chinês
Congresso mundial de ginecologia propõe redução de cesáreas no Brasil
REDUÇÃO

Congresso mundial de ginecologia propõe redução de cesáreas no Brasil

15/10/2018 17:45
Congresso mundial de ginecologia propõe redução de cesáreas no Brasil
Jader Barbalho (MDB) deve mais de R$ 57 milhões para a União
SENADORES DEVEDORES

Jader Barbalho (MDB) deve mais de R$ 57 milhões para a União

15/10/2018 17:23
Jader Barbalho (MDB) deve mais de R$ 57 milhões para a União
Últimas Notícias