Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,461 venda R$ 5,462 máxima 5,5139
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,3352 venda R$ 6,3385 máxima 6,4074
16 Out - 21h58
sábado, 16 de outubro de 2021
LIDER - MELHOR ELET SECADOR - DESK - 07, 16 E 25/10 - 03/11
LIDER - MELHOR ELET SECADOR - DESK - 07, 16 E 25/10 - 03/11
MAIS SEGURANÇA

Senado aprova medidas de proteção a vítimas de violência doméstica

Projeto de Lei facilita prisão preventiva de agressor

13 Out 2021 - 22h43Atualizado 13 Out 2021 - 22h46
Senado aprova medidas de proteção a vítimas de violência doméstica - Crédito: Marcos Santos/USP Crédito: Marcos Santos/USP

O Senado aprovou hoje, 13, um projeto de lei (PL) que amplia a proteção a vítimas de violência doméstica e familiar. Dentre as medidas previstas no PL, estão alterações no texto do Código Penal e a previsão de prisão preventiva sem a necessidade de ouvir os envolvidos, caso haja necessidade de proteger possíveis vítimas. O PL  será analisado pela Câmara dos Deputados.

O PL 4.194 de 2019 sugere alterações nos códigos Penal e Processual Penal, em trechos relativos à violência familiar e doméstica. A primeira alteração está no § 9º do art. 129 do Código Penal, trocando o nome legal (nomen iuris) de “Violência Doméstica” para “Lesão resultante de violência doméstica e familiar”. O projeto adiciona também ao §13 a nomenclatura “Lesão corporal resultante de violência contra a mulher”.

Além disso, no caso dos crimes de violência doméstica e familiar, o projeto propõe que as medidas cautelares de urgência, como prisão preventiva, possam ser concedidas de imediato, mesmo sem audiência das partes e de manifestação do Ministério Público. O Código de Processo Penal já confere ao julgador a opção de adotar medidas cautelares sem audiência das partes ou manifestação do Ministério Público, em casos de urgência ou perigo de ineficácia da medida. O projeto deixa expressa a possibilidade de uso deste instrumento em casos de violência familiar e doméstica.

O relator do texto, Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), fez uma alteração para reforçar a proteção, com prisão preventiva do agressor, a todas as possíveis vítimas em um contexto doméstico e familiar. Para tanto, adicionou a expressão “ou qualquer pessoa que conviva ou tenha convivido com o agente”. O texto vigente restringe a possibilidade aos casos que tiverem “mulher, criança, adolescente, idoso, enfermo ou pessoa com deficiência” como vítimas.

 

Fonte: Agência Brasil

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98547-6589ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quatro vítimas de naufrágio no Pantanal eram da mesma família
TRAGÉDIA

Quatro vítimas de naufrágio no Pantanal eram da mesma família

há 10 minutos atrás
Quatro vítimas de naufrágio no Pantanal eram da mesma família
Pesquisadores desenvolvem teste de covid-19 pela saliva e usando luz
TECNOLOGIA

Pesquisadores desenvolvem teste de covid-19 pela saliva e usando luz

há 30 minutos atrás
Pesquisadores desenvolvem teste de covid-19 pela saliva e usando luz
Ministro da Saúde afirma que população estará imunizada contra covid até o fim do ano
PRAZO

Ministro da Saúde afirma que população estará imunizada contra covid até o fim do ano

16/10/2021 20:00
Ministro da Saúde afirma que população estará imunizada contra covid até o fim do ano
'Bandido é elogio para ele', declara Bolsonaro sobre Renan Calheiros
CPI DA COVID

'Bandido é elogio para ele', declara Bolsonaro sobre Renan Calheiros

16/10/2021 19:22
'Bandido é elogio para ele', declara Bolsonaro sobre Renan Calheiros
Nasa lança sonda para estudar asteróides "troianos" em Júpiter
INTERNACIONAL

Nasa lança sonda para estudar asteróides "troianos" em Júpiter

16/10/2021 18:33
Nasa lança sonda para estudar asteróides "troianos" em Júpiter
Últimas Notícias