Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 4,9137 venda R$ 4,9157 máxima 4,9147
Euro/Real Brasileiro compra R$ 5,8674 venda R$ 5,8703 máxima 5,8731
25 Jun - 04h25
sexta, 25 de junho de 2021
DO IT - GERVASIO - SUP BANNER - 25.05 A 25.06 prorrog até 15.07
LIDER - INFORMATICA - 07,16 E 25/06 - MOB
DECISÃO

STF inicia julgamento de ações que querem barrar Copa América no Brasil em razão da pandemia

O julgamento acontece em plenário virtual, no qual os ministros inserem os votos por meio de sistema eletrônico. O prazo para a inserção acaba às 23h59 desta quinta-feira.

10 Jun 2021 - 07h40Atualizado 10 Jun 2021 - 08h00
STF inicia julgamento de ações que querem barrar Copa América no Brasil em razão da pandemia - Crédito: Reprodução/Agência Brasil Crédito: Reprodução/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar na madrugada desta quinta-feira, 10, as ações que pedem a suspensão da Copa América no Brasil em razão da pandemia.

O julgamento acontece em plenário virtual, no qual os ministros inserem os votos por meio de sistema eletrônico. O prazo para a inserção acaba às 23h59 desta quinta-feira.

Saiba como os ministros já votaram:

Cármen Lúcia: relatora de duas ações, votou pela rejeição dos dois pedidos, por questões processuais.
Ricardo Lewandowski: relator de uma ação, votou por determinar que o governo apresente, em 24 horas, um plano “compreensivo e circunstanciado” com estratégias e ações para a “realização segura” do evento. Também votou por determinar que Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás, além do município do Rio de Janeiro, de Cuiabá e de Goiânia, “divulguem e apresentem ao Supremo Tribunal Federal, em igual prazo, plano semelhante”.

Marco Aurélio Mello: acompanhou o voto de Cármen Lúcia nos processos em que ela é relatora. Isto é, votou pela rejeição das duas ações. O ministro ainda não votou no processo sob relatoria de Lewandowski.

A Copa América seria realizada na Colômbia e na Argentina, mas foi cancelada na Colômbia em razão de protestos no país. Depois, o torneio também foi cancelado na Argentina por causa do avanço da covid.

O Brasil, então, foi escolhido como sede, e a decisão teve o apoio do presidente Jair Bolsonaro. O torneio começa no próximo dia 13.

A realização no Brasil, contudo, tem sido criticada por especialistas em saúde pública. Isso porque o país soma 479,7 mil mortes por covid e 17,1 milhões de casos confirmados da doença.

Inicialmente, o governo disse que exigiria que todos os integrantes de todas as delegações estivessem vacinados. Depois, voltou atrás e informou que os atletas serão testados a cada 48 horas.

O julgamento

Três ações no Supremo questionam a realização do torneio no Brasil.

Duas, sob a relatoria da ministra Cármen Lúcia, foram apresentadas pelo PSB e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos. Uma terceira foi apresentada pelo PT. Nessa, o relator é o ministro Ricardo Lewandowski.

Com informações do G1

 

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

BC adia para setembro de 2022 funcionamento completo do open banking
ECONOMIA

BC adia para setembro de 2022 funcionamento completo do open banking

24/06/2021 23:59
BC adia para setembro de 2022 funcionamento completo do open banking
Vídeo: polícia prende dois suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa a fugir
SERIAL KILLER

Vídeo: polícia prende dois suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa a fugir

24/06/2021 22:06
Vídeo: polícia prende dois suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa a fugir
Polícia bloqueia estrada e coloca mais cães farejadores à procura de Lázaro
SERIAL KILLER

Polícia bloqueia estrada e coloca mais cães farejadores à procura de Lázaro

24/06/2021 20:54
Polícia bloqueia estrada e coloca mais cães farejadores à procura de Lázaro
Brasil tem 18,2 milhões de casos acumulados de covid-19
SAÚDE

Brasil tem 18,2 milhões de casos acumulados de covid-19

há 8 horas atrás
Brasil tem 18,2 milhões de casos acumulados de covid-19
CMN fixa em 3% a meta de inflação para 2024
ECONOMIA

CMN fixa em 3% a meta de inflação para 2024

24/06/2021 20:00
CMN fixa em 3% a meta de inflação para 2024
Últimas Notícias