Euro compra R$ 4,2855 venda R$ 4,2896 máxima 4,29
Dólar Comercial compra R$ 3,7648 venda R$ 3,7678 máxima 3,8152
23 Jan - 19h16
quarta, 23 de janeiro de 2019
Residencial Marajoara
mobile_belem_403
SUSTO!

Sucuri com cerca de 10 metros é flagrada próximo a igarapé no interior do Acre

09 Nov 2018 - 19h51
Sucuri com cerca de 10 metros é flagrada próximo a igarapé no interior do Acre - Crédito: Arquivo Pessoal Crédito: Arquivo Pessoal

Uma sucuri com cerca de 10 metros foi flagrada próximo a um igarapé em uma fazenda no quilômetro 100 da BR-364, em Sena Madureira, no interior do Acre.

O dono da propriedade, o empresário Said Elias, de 37 anos, diz que existem duas cobras do mesmo tamanho no local.

'Pessoas se banham nesse local', diz fazendeiro

O empresário conta que ficou sabendo que as cobras estavam vivendo em sua propriedade há cerca de dois meses. Segundo ele, o gado foi colocado a uma distância maior e com cerca para evitar que sirvam de alimento para as cobras.

“Esse local fica bem próximo à estrada. Às vezes as pessoas passam e veem elas nessa área que é alagadiça. É o ambiente delas mesmo, sei que existem duas por lá. As pessoas costumam se banhar nesse local, mas, como já sabemos dessas cobras, sempre avisamos do perigo. Eu mesmo tomava banho lá antes de saber”, contou Elias.

Cuidados necessários

O major Cláudio Falcão dos Bombeiros informou que locais cercados de mato, arbustos e com igarapés costumam ter animais peçonhentos e afirmou que é preciso ter alguns cuidados. Segundo ele, ao se sentir ameaçado com a presença de alguém em seu ambiente, o animal pode atacar para se defender.

“Especificamente no caso dessas serpentes sucuris, que são animais aquáticos de grande porte, é um risco muito grande para as pessoas que se aventuram nesses locais. A sucuri alcança facilmente 10 metros de cumprimento, é um animal que tem muita força muscular, ataca sua presa em busca de se defender e em busca de alimento”, disse o major.

A forma de ataque da sucuri é pelo esmagamento. Normalmente, o animal se enrosca na vítima e arrasta para dentro da água, causando afogamento e sufocamento.

“A melhor coisa é procurar local seguro, mesmo que seja um igarapé, que seja preparado previamente, como um balneário. No caso de se deparar com um animal desse, a pessoa deve se afastar imediatamente, já que o animal vai se sentir ameaçado e vai se defender. Também, não se deve tentar tirar a vida do animal, o mais correto é se afastar rapidamente”, afirmou Falcão.

Fonte: G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Maduro rejeita declaração de Guaidó como presidente
TENSÃO INTERNACIONAL

Maduro rejeita declaração de Guaidó como presidente

23/01/2019 18:15
Maduro rejeita declaração de Guaidó como presidente
Paulo Guedes disse que irá zerar o déficit fiscal de 2019
ECONOMIA

Paulo Guedes disse que irá zerar o déficit fiscal de 2019

23/01/2019 18:14
Paulo Guedes disse que irá zerar o déficit fiscal de 2019
Maduro dá 72 horas para os diplomatas americanos deixarem a Venezuela
EM CARACAS

Maduro dá 72 horas para os diplomatas americanos deixarem a Venezuela

23/01/2019 17:42
Maduro dá 72 horas para os diplomatas americanos deixarem a Venezuela
Justiça dá mais 90 dias para PF investigar quem pagou defesa de Adélio Bispo
EM MINAS GERAIS

Justiça dá mais 90 dias para PF investigar quem pagou defesa de Adélio Bispo

23/01/2019 17:40
Justiça dá mais 90 dias para PF investigar quem pagou defesa de Adélio Bispo
Fórum sobre síndromes raras reúne Michelle Bolsonaro, Rosângela Moro e Damares Alves
CONSCIÊNCIA SOCIAL

Fórum sobre síndromes raras reúne Michelle Bolsonaro, Rosângela Moro e Damares Alves

23/01/2019 17:21
Fórum sobre síndromes raras reúne Michelle Bolsonaro, Rosângela Moro e Damares Alves
Últimas Notícias