Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,3041 venda R$ 5,3046 máxima 5,3069
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,4031 venda R$ 6,4058 máxima 6,4074
12 Mai - 21h27
quarta, 12 de maio de 2021
ALUBAR - COND ENERGIA - DESK - 07.05 a 07.06
ALUBAR - COND ENERGIA - MOB - 07.05 a 07.06
ECONOMIA

Tempos de crise: confira dicas para lidar com a queda de faturamento provocada pela pandemia

04 Mai 2021 - 04h58Atualizado 03 Mai 2021 - 20h23
Tempos de crise: confira dicas para lidar com a queda de faturamento provocada pela pandemia - Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Com o início da pandemia da covid-19 e as restrições de circulação, diversos trabalhadores arriscaram abrir seu próprio negócio, enquanto outros precisaram planejar formas de se adaptar ao uso das plataformas digitais para condução dos negócios. Um ano após o início da pandemia no Brasil, alguns empreendedores acumulam dividas porque não faturam como antes devido as constantes mudanças nas restrições de circulação, enquanto outros chegam no mundo do empreendedorismo agora e querem se preparar para conduzir o negócio e as finanças de forma segura.

Em 2021, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) anunciou que o Brasil registrou 2,6 milhões de novos Microempreendedores Individuais (MEIs) no último ano. Atualmente, o Brasil possui mais de 11,3 milhões de MEIs ativos. No entanto, como a maioria desses trabalhadores buscou o empreendedorismo por necessidade de garantir o sustento diário, os impactos de pausa de atividades ou queda de faturamento são sentidos de forma muito mais intensa e preocupante.

O Portal Roma News conversou com o economista e consultor empresarial Nélio Bordalo Filho para saber o que o empreendedor que já sente os impactos da queda de  faturamento pode fazer para minimizar prejuízos, assim como orientar quem começou a empreender a organizar e categorizar recursos para não ser surpreendido.

O economista destaca que quem já está muito comprometido e precisa de medidas urgentes, o fundamental é listar os custos e reavaliar as necessidades reais do empreendimento "Eles devem rever os custos de suas atividades, reduzindo o que for possível, como por exemplo a despesa com aluguel, negociando com o proprietário do imóvel uma redução até sair da crise, ou procurar um lugar mais barato" afirma.

Nélio também pontua sobre a necessidade de estar atento em oportunidades relacionadas ao negócio "A crise também gerou nichos de mercado que foram observados por MEI's, como exemplo de quem vendia doces e bolos. Com as restrições de muitos convidados em aniversários, foram criados kits festa exclusivamente para poucas pessoas que moram na mesma casa" comenta.

Em outro exemplo, ele cita a oportunidade de expansão no setor de delivery e a venda de produtos diferenciados relacionados a atividade principal, como no caso de quem possui uma pizzaria e começou a vender almoço, assim como no caso de quem vendia lanches e começou a criar cestas de café da manhã que podem ser compradas para presentear amigos ou parentes. Para garantir essa divulgação extra, o recomendado é investir nas redes sociais, assim como em pequenos grupos do bairro onde a pessoa reside e contar com o apoio de amigos e familiares para recomendações.

Para quem está planejando abrir um negócio e pensa em como se prevenir ou se antecipar a variação de rentabilidade, o economista enfatiza a importância do planejamento e de procurar os profissionais adequados para ajudar neste passo importante. Os especialistas podem ser consultados de forma gratuita ou a baixo custo quando vinculados a associações comerciais.

"Se for possível, o empreendedor deve procurar consultoria de profissional devidamente habilitado, como um administrador de empresas, economista ou consultor empresarial para elaborar um diagnóstico do negócio ou elaborar um Plano de Negócios, com detalhes de todas as atividades da empresa e sua atuação. Desta forma, o consultor pode observar situações que passam despercebidas pelo empresário e assim planejar o futuro do negócio" destaca.

Nélio afirma que procurar uma consultoria por meio de associações ou de forma independente é algo que pode ser feito também por quem já iniciou seu negócio ou enfrenta alguma dificuldade "Dependendo das mudanças, é possível orientar para realizar procedimentos que vão ajudar na redução de taxas e impostos" conclui.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência
SAÚDE

Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência

há 22 minutos atrás
Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência
Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid
INVESTIGAÇÃO

Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid

12/05/2021 20:24
Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid
Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic
NO CANADÁ

Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic

12/05/2021 20:15
Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic
Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS

Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

12/05/2021 19:35
Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada
TELETRABALHO

Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada

12/05/2021 19:31
Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada
Últimas Notícias