Dólar Comercial compra R$ 5,338 venda R$ 5,3385 máxima 5,4619
Euro compra R$ 5,9224 venda R$ 5,9251 máxima 6,0735
29 Mai - 23h57
sexta, 29 de maio de 2020
XP Invest
XP Invest mobile
JUSTIÇA

TSE pede números que fizeram disparos pelo WhatsApp nas eleições

11 Out 2019 - 09h39Atualizado 11 Out 2019 - 09h43
TSE pede números que fizeram disparos pelo WhatsApp nas eleições - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

 O ministro Jorge Mussi, corregedor da Justiça Eleitoral no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), determinou nesta quinta-feira, 10, que todas as operadoras de telefonia celular informem os números das linhas usadas por quatro agências de comunicação suspeitas de terem feito disparos em massa pelo WhatsApp durante a eleição de 2018.

As operadoras terão três dias, a partir da data da notificação, para responder ao tribunal. A determinação se estende a sócios de 3 das 4 agências de comunicação suspeitas.

A decisão foi no âmbito de uma Aije (ação de investigação judicial eleitoral) ajuizada pelo PDT após a publicação de reportagem do jornal Folha de S.Paulo intitulada "Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp", em 18 de outubro de 2018.

A ação investiga se a campanha do então candidato e hoje presidente da República, Jair Bolsonaro, se beneficiou de algum modo dessa prática, que é considerada ilegal.

Além dessa Aije, existe uma outra, ajuizada pela chapa do candidato derrotado Fernando Haddad (PT), que trata do mesmo tema e pede a cassação do diploma de Bolsonaro caso seja confirmado o abuso de poder econômico em seu benefício.

As agências alvo da medida são Quickmobile, Yacows, Croc Services e SMS Market, citadas na reportagem de outubro de 2018. Dessas, somente o sócio da Quickmobile Peterson Querino não foi alvo da determinação de Mussi.

Querino foi excluído das ações que tratam do assunto no TSE porque, segundo o ministro, a Justiça não conseguiu localizá-lo para intimá-lo para apresentar defesa.

A partir dos números registrados em nomes das agências de comunicação, o ministro deverá buscar saber se o WhatsApp bloqueou essas linhas ou adotou outras medidas relacionadas a elas.

Fonte: Notícias Minuto.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tabagismo no Brasil cai 37,6% nos últimos 14 anos, revela pesquisa
LEVANTAMENTO

Tabagismo no Brasil cai 37,6% nos últimos 14 anos, revela pesquisa

29/05/2020 22:00
Tabagismo no Brasil cai 37,6% nos últimos 14 anos, revela pesquisa
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
MEDIDA

Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos

29/05/2020 21:30
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
Mais de 16 milhões de contribuintes já entregaram entregou declaração do imposto de renda
RECEITA FEDERAL

Mais de 16 milhões de contribuintes já entregaram entregou declaração do imposto de renda

29/05/2020 21:00
Mais de 16 milhões de contribuintes já entregaram entregou declaração do imposto de renda
Weintraub fica em silêncio durante depoimento sobre declaração contra STF, diz Estadão
INQUÉRITO

Weintraub fica em silêncio durante depoimento sobre declaração contra STF, diz Estadão

29/05/2020 18:40
Weintraub fica em silêncio durante depoimento sobre declaração contra STF, diz Estadão
Denúncias apontam para escalada da violência contra mulheres no país
BALANÇO

Denúncias apontam para escalada da violência contra mulheres no país

29/05/2020 17:50
Denúncias apontam para escalada da violência contra mulheres no país
Últimas Notícias