Euro compra R$ 4,2993 venda R$ 4,3014 máxima 4,3155
Dólar Comercial compra R$ 3,7856 venda R$ 3,7868 máxima 3,7988
20 Mar - 12h38
quarta, 20 de março de 2019
Unique
EM APENAS TRÊS DIAS

Vélez anuncia segunda mudança em cargo número dois do MEC

14 Mar 2019 - 16h46
Vélez anuncia segunda mudança em cargo número dois do MEC - Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, confirmou a escolha de Iolene Lima para a Secretaria-Executiva do MEC, cargo considerado o número dois na organização da pasta. Ela já estava no MEC e é ligada aos evangélicos. É o segundo nome anunciado para o cargo em três dias.

O anúncio ocorreu em meio a uma crise envolvendo a troca de cargos e choques entre grupos de influência no MEC e no governo. O ministro desistiu de promover o adjunto da secretaria, Rubens Barreto, após críticas a seu nome vindas do grupo ligado ao escritor Olavo de Carvalho.

Iolene chegou ao MEC em janeiro para ocupar uma das diretorias da Secretaria de Educação Básica. Apontada como uma evangélica moderada, ela já foi uma das dirigentes da Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios, uma ONG que apoia escolas confessionais.

Na quarta-feira, 13, Iolene viajou com o ministro para Suzano, região metropolitana de São Paulo, para acompanhar os desdobramentos do ataque na escola Raul Brasil.

Após a confirmação da saída do secretário-executivo Luiz Antonio Tozi na segunda, 11, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro anunciou nesta semana que o assessor de Tozi, Rubens Barreto, assumiria o posto.

Assim como Tozi, Barreto também é oriundo do Centro Paula Souza, de São Paulo.Barreto tornou-se, então, alvo de ataques por parte de olavistas. A Folha apurou que o próprio Barreto não almejava liderar a secretaria.

A secretaria executiva do MEC é considerada o motor da pasta. Por lá passam todas as decisões importantes do ministério. A exoneração de Luiz Tozi foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial.

As mudanças na pasta, iniciadas na sexta-feira (8), tinham o objetivo de dar mais agilidade técnica à pasta, que enfrenta um cenário de de paralisia de ações importante e a má repercussão de iniciativas ideológicas. O afastamento de pessoas ligadas a Olavo de Carvalho desencadeou a crise.

Com informações da Folhapress.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MPF denuncia pela 29ª vez Sérgio Cabral por corrupção e lavagem de dinheiro
LAVA JATO

MPF denuncia pela 29ª vez Sérgio Cabral por corrupção e lavagem de dinheiro

há 45 minutos atrás
MPF denuncia pela 29ª vez Sérgio Cabral por corrupção e lavagem de dinheiro
MEC cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019
GRUPO DE ESPECIALISTAS

MEC cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

20/03/2019 10:56
MEC cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019
Reforma da Previdência dos militares poderá ser enviada nesta quarta à Câmara
DIZ MOURÃO

Reforma da Previdência dos militares poderá ser enviada nesta quarta à Câmara

20/03/2019 10:35
Reforma da Previdência dos militares poderá ser enviada nesta quarta à Câmara
PF e MPF cumprem mandados de prisão contra doleiros em mais uma fase da Lava Jato
"OPERAÇÃO CÂMBIO, DESLIGO"

PF e MPF cumprem mandados de prisão contra doleiros em mais uma fase da Lava Jato

20/03/2019 09:33
PF e MPF cumprem mandados de prisão contra doleiros em mais uma fase da Lava Jato
Primeira audiência do caso Ghosn deve ocorrer em seis meses
NOVELA

Primeira audiência do caso Ghosn deve ocorrer em seis meses

20/03/2019 09:03
Primeira audiência do caso Ghosn deve ocorrer em seis meses
Últimas Notícias