Janja abre festival amazônico em NY com shows de artistas paraenses e declara: 'voltamos para Belém na COP30'; assista

Na última quarta-feira, 20, a primeira-dama Janja da Silva, fez a abertura do projeto Pororoca, evento musical que apresentou o encontro de ritmos amazônicos que contou com diversos artistas paraenses. Na sua fala inicial, ela citou que o evento realizado no Central Park, em Nova York, nos Estados Unidos e mencionou...

Publicado em 21 de setembro de 2023 às 12:05

Na última quarta-feira, 20, a primeira-dama Janja da Silva, fez a abertura do projeto Pororoca, evento musical que apresentou o encontro de ritmos amazônicos que contou com diversos artistas paraenses. Na sua fala inicial, ela citou que o evento realizado no Central Park, em Nova York, nos Estados Unidos e mencionou que essas programações iniciaram na Cúpula da Amazônia, realizada em Belém no início de agosto e devem voltar para a capital paraense no final de 2025, quando Belém receberá a COP30.

Durante o discurso de abertura, a primeira dama citou a importância de conhecer os 'defensores da Amazônia'. Ela cita ainda que os artistas estão em um navio que levará as vozes da Amazônia pelo mundo partindo de Belém, mas que regressará para a capital paraense em 2025, na COP30. A ideia do projeto Pororoca é levar artistas paraenses e defensores da amazônia para programações culturais em importantes eventos globais, como forma de convidar para o evento climático em Belém.

O evento que contou com diversos artistas da região Norte e da Bahia contou com estrelas da música paraense como Fafá de Belém, Felipe Cordeiro e Manoel Cordeiro, Aíla, DJ Méury e UAPI - Amazônia Percussiva. Das 15 atrações anunciadas, 5 foram paraenses.

O festival que faz parte do movimento 'All Amazonia' reuniu artistas como Carlinhos Brown, BaianaSystem, Olodum, Fafá de Belém, Trio Manarí, Grupo UAPI – Amazônia Percussiva, mestre Manoel e Felipe Cordeiro, Aíla, Tiganá Santana, Patrícia Bastos, além da cena eletrônica da periferia, incluindo o tecnobrega, a DJ Méury e Kaê Guajajara. Representantes dos povos originários da Amazônia também tiveram destaque como os caciques Raoni, Yabuti e Megaron, Txai Suruí, Glicéria Tupinambá, Jéssica Silva e Djuena Tikuna.