Dólar Comercial compra R$ 4,1472 venda R$ 4,1479 máxima 4,1830
Euro compra R$ 4,5522 venda R$ 4,5540 máxima 4,5741
23 Set - 06h15
segunda, 23 de setembro de 2019
sebrae
prefeitura_09_mobile
POLÊMICA

Globo renogocia contratos e reduz salários dos artistas por ordem da Justiça

25 Jun 2019 - 16h15Atualizado 25 Jun 2019 - 18h31
Globo renogocia contratos e reduz salários dos artistas por ordem da Justiça - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

A Globo está sendo alvo de uma ação civil pública que corre em sigilo na Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro. Essa ação está por trás do processo que a emissora desencadeou recentemente para renegociar contratos de artistas, executivos e jornalistas. Profissionais com altos salários estão sendo chamados para trocar contratos de pessoa jurídica por pessoa física --ou seja, com carteira assinada.

A "despejotização", como é chamado o processo de substituição de empresas por pessoas, está em curso em todas as áreas no Rio de Janeiro. Ela é temida por muitos profissionais. Eles preferem ser PJs (pessoas jurídicas) porque têm a sensação de que ganham mais, já que os descontos são menores.

Fausto Silva, Ana Maria Braga, Luciano Huck, Fátima Bernardes, por exemplo, são PJs. Muitos atores, diretores, repórteres e âncoras do jornalismo também fazem parte desse grupo, que tem sido pressionado a renegociar contratos, alguns por valores menores.

A ação que corre em sigilo na Justiça Trabalhista do Rio de Janeiro partiu de denúncias de profissionais da Globo, que acusam a emissora de driblar as leis trabalhistas, uma vez que ela não tem custos empregatícios com PJs.

"Como a ação está em segredo de Justiça, não tem como informar os passos [do andamento processual], mas ela existe, sim, e surgiu a partir de investigações do Ministério Público do Trabalho, desde 2016, sobre a prática de contratação de figura jurídica para cobrir uma relação de emprego", confirma Rodrigo da Lacerda Carelli, procurador e representante da Coordenadoria Nacional do Combate as Fraudes da Relação de Trabalho do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro.

Carelli afirma que esse tipo de ação pode durar anos, mas que ultimamente a maioria das empresas está voluntariamente optando por ajustar sua conduta, ou seja, estão trocando contratos de PJs por celetistas. "As multas vão ficando mais altas com o decorrer dos anos", observa o procurador.

Além de multas, a Globo também se livra de eventuais ações na Justiça de ex-PJs que cobram vínculo empregatício e ganham férias, 13º salário e outros benefícios. As outras emissoras, como a Record, também estão dando preferência aos contratos pela CLT. Esse foi o impasse que travou a negociação com Ivan Moré.

Fonte: Notícias da Tv

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

'A música brasileira tá uma merda', afirma Milton Nascimento
BOMBA

'A música brasileira tá uma merda', afirma Milton Nascimento

22/09/2019 17:27
'A música brasileira tá uma merda', afirma Milton Nascimento
Taís Araujo diz que tinha vergonha de ser inspiração negra
DECLARAÇÃO

Taís Araujo diz que tinha vergonha de ser inspiração negra

22/09/2019 13:06
Taís Araujo diz que tinha vergonha de ser inspiração negra
Felipe Neto entrará com ação na Justiça contra Malafaia
POLÊMICA

Felipe Neto entrará com ação na Justiça contra Malafaia

22/09/2019 10:43
Felipe Neto entrará com ação na Justiça contra Malafaia
J.Lo fecha desfile da Versace com vestido icônico de 2000. Assista!
LACROU!

J.Lo fecha desfile da Versace com vestido icônico de 2000. Assista!

21/09/2019 10:00
J.Lo fecha desfile da Versace com vestido icônico de 2000. Assista!
O polêmico filme em que Xuxa aparece nua pode voltar a ser comercializado
SERÁ?

O polêmico filme em que Xuxa aparece nua pode voltar a ser comercializado

21/09/2019 08:43
O polêmico filme em que Xuxa aparece nua pode voltar a ser comercializado
Últimas Notícias