Dólar Comercial compra R$ 4,0801 venda R$ 4,0819 máxima 4,0810
Euro compra R$ 4,4893 venda R$ 4,4929 máxima 4,4920
16 Set - 21h35
segunda, 16 de setembro de 2019
prefeitura_09
sebrae_mobile
OPERAÇÃO VERÃO 2019

Aeronave simula resgate aquático com uso do puçá em Salinas

13 Jul 2019 - 14h41Atualizado 13 Jul 2019 - 14h43
Aeronave simula resgate aquático com uso do puçá em Salinas - Crédito: Ascom/Segup Crédito: Ascom/Segup

Para prevenir afogamentos nos principais balneários do Pará, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará inova, este ano, com mais um instrumento para preservar a vida dos banhistas. O Grupamento Aéreo (Graesp), vinculado a Segup, disponibiliza o equipamento puçá, 
um cesto de resgate aéreo utilizado em salvamento de vítimas de afogamento.

A forma como o instrumento é utilizado foi exposta na manhã deste sábado, 13, na praia do Atalaia, em Salinas. Bombeiros e agentes do Grupamento Aéreo simularam um salvamento como forma de treinamento e também de apresentar aos banhistas a mais nova forma utilizada de salvar vidas.

"Eu achei muito interessante, muito bom mesmo a gente conhecer o que o sistema de segurança tem a nos oferecer. Esse treinamento é muito bom. Chamou bastante a atenção de todos, e ainda bem que foi só pra uma simulação, e não uma ocorrência grave", disse o veranista que veio de Belém passar o final de semana em Salinas, Nonato Reis.

O equipamento é uma das novidades da Operação Verão 2019 coordenada pela Secretaria de Segurança e que integra, entre outras instituições, as Polícias Civil e Militar, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Grupamento Fluvial (Gflu), Corpo de Bombeiros Militar e Centro Integrado de Operações (CIOp).

O puçá facilita o acesso em locais de difícil acesso, como é o caso do alto-mar, e também favorece a atuação do salva-vidas, já que algumas vezes a vítima pode estar desmaiada.

"Uma pessoa que tenha sofrido mal súbito, ou uma câimbra pode ser resgatada com o puçá. Um equipamento que atua com maior agilidade e aumenta as chances de um salvamento com êxito. Na simulação, a pessoa sinaliza que está se afogando, o helicóptero vai ser acionado, vamos lançar os nossos salva-vidas na água para estabilizar a vítima, colocar ela dentro do puçá e trazer até a areia, para que os primeiros socorros sejam feitos" , explicou o piloto da aeronave do Graesp, Major Souza Júnior.

 Operação Verão 2019

A operação Verão 2019 conta com 65 agentes do grupamento aéreo, entre pilotos operadores aeronáuticos, mecânicos e apoio de solo. Ao todo, seis aeronaves, sendo três helicópteros do tipo Esquilo e três aviões, sendo dois do tipo Caravan (monomotor) e um King Air (bimotor) estão apostos e distribuídos para atendimento e monitoramento na região do Salgado, que integra os balneários de Salinópolis, Algodoal, Ajuruteua, Crispim e Bragança; na Região Metropolitana de Belém, sobrevoando Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci e Santa Bárbara; e na região do sul e sudeste paraense, com Marabá, Itupiranga e Conceição do Araguaia. Além de monitoramentos preventivos em rodovias e casas penais.

Balanço - Entre as ações realizadas no primeiro final de semana de julho pelo Graesp estão o patrulhamento policial, nas praias e balneários e em rodovias; apoio às equipes de solo da Operação Verão; identificação dos pontos de lentidão e congestionamentos; identificação e levantamento de áreas de tráfico de drogas para planejamento de operações; e o transporte de uma parturiente com gestação de alto risco, do Hospital Municipal de Breves para a Santa Casa de Misericórdia, em Belém. O trabalho alcançou 28 localidades e um total de 24 ações.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário