Dólar Comercial compra R$ 3,7735 venda R$ 3,7739 máxima 3,7750
Euro compra R$ 4,2078 venda R$ 4,2094 máxima 4,2099
23 Jul - 19h17
terça, 23 de julho de 2019
Vale Informe 940x230
Jorge e Mateus Unico mobile
OPERAÇÃO FLORESTAS DE PAPEL

Ação da PF no Pará e em mais 4 estados combate o desmatamento ilegal que movimentou R$ 80 milhões

12 Jul 2019 - 10h00Atualizado 12 Jul 2019 - 10h11
Ação da PF no Pará e em mais 4 estados combate o desmatamento ilegal que movimentou R$ 80 milhões - Crédito: Divulgação / Polícia Federal Crédito: Divulgação / Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (12), a Operação Florestas de Papel, que tem o objetivo de desarticular esquema de exploração ilegal de madeiras na região amazônica nos períodos entre 2014 e 2017, envolvendo mais de 20 madeireiras.

Mais de 150 policiais federais cumprem 70 medidas judiciais, entre prisões preventivas, temporárias, mandados de busca e apreensão e de suspensão de atividade econômica nos estados de Roraima, Mato Grosso, Amazonas, Maranhão e Pará. Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara da Seção Judiciária de Roraima, após representação da Autoridade Policial.

Os fatos foram apurados ao longo de seis Inquéritos Policiais, com apoio do MPF, e apontam diversos tipos de fraudes cometidas por empresários para dar aparência de legalidade ao comércio e movimentação de madeiras.

As fraudes eram realizadas no SISDOF, sistema do IBAMA que gerencia a expedição dos Documentos de Origem Florestal (DOF). O DOF é uma licença obrigatória para o controle do transporte e armazenamento de produtos e subprodutos florestais de origem nativa, como toras de madeira e madeira serrada. A PF identificou mais de 91.000 metros cúbicos de madeira serrada que teriam sido “regularizadas” mediante fraude.

Convertidas em toras de madeira, este quantitativo se aproxima de 260.000 metros cúbicos, ou 120.000 toras, o suficiente para carregar aproximadamente 8 mil caminhões. Dentre as espécies identificadas encontram-se Ipês, Cedros, Maçarandubas, Aroeiras e Jacarandás, dentre outras. No mercado, o valor das madeiras envolvidas na fraude poderia chegar a quase 80 milhões de reais.

O esquema utilizava empresas de fachada para conseguir ou utilizar DOFs, os quais eram empregados para “esquentar” madeiras retiradas ilegalmente com a simulação de extração, compra ou venda de madeiras entre as próprias empresas do esquema. Vinte e duas empresas são investigadas, e vários dos sócios seriam laranjas dos reais proprietários. A maior parte das madeireiras investigadas são localizadas no sul do estado de Roraima.

Fonte: Polícia Federal

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Detento usa objeto de plástico para abrir algema e foge do hospital Barros Barreto, em Belém
INTERNADO PARA CIRURGIA

Detento usa objeto de plástico para abrir algema e foge do hospital Barros Barreto, em Belém

há 18 minutos atrás
Detento usa objeto de plástico para abrir algema e foge do hospital Barros Barreto, em Belém
Senador Paulo Rocha utiliza duas Amarok em Belém alugadas com dinheiro da cota-parlamentar
MAMATA

Senador Paulo Rocha utiliza duas Amarok em Belém alugadas com dinheiro da cota-parlamentar

há 23 minutos atrás
Senador Paulo Rocha utiliza duas Amarok em Belém alugadas com dinheiro da cota-parlamentar
Polícia Civil apreende celulares usados por presos membros de organizações criminosas
TUCURUÍ

Polícia Civil apreende celulares usados por presos membros de organizações criminosas

há 53 minutos atrás
Polícia Civil apreende celulares usados por presos membros de organizações criminosas
Corpo de criança desaparecida em Salinas é encontrado
TRISTEZA

Corpo de criança desaparecida em Salinas é encontrado

23/07/2019 17:50
Corpo de criança desaparecida em Salinas é encontrado
Jucepa adia retorno de atendimento ao público após queda de forro
EM BELÉM

Jucepa adia retorno de atendimento ao público após queda de forro

23/07/2019 17:19
Jucepa adia retorno de atendimento ao público após queda de forro
Últimas Notícias