Dólar Comercial compra R$ 5,3665 venda R$ 5,3675 máxima 5,3672
Euro compra R$ 5,9718 venda R$ 5,9746 máxima 5,9786
01 Jun - 22h31
segunda, 01 de junho de 2020
Basa - Amazônia Vida
Basa - Amazônia Vida mobile
VALE-ALIMENTAÇÃO

Após escândalo das cestas superfaturadas, governo distribuirá tíquetes custando quase metade do valor aos estudantes

08 Abr 2020 - 05h00Atualizado 08 Abr 2020 - 15h15Por Da redação
Após escândalo das cestas superfaturadas, governo distribuirá tíquetes custando quase metade do valor aos estudantes - Crédito: Agência Pará Crédito: Agência Pará

O valor do tíquete-alimentação que a Secretaria Estadual de Educação vai entregar a estudantes será de R$ 80, bem menor que o das cestas de alimentos que o governo estadual anunciou em março, que estavam saindo a R$ 138,17, mas que após investigação do Portal Roma News, o Governo do Estado do Pará cancelou o contrato de R$ 74 milhões. A investigação mostrou que o contrato superfaturado foi assinado com uma microempresa para fornecer as cestas para os alunos da rede estadual de ensino.  Agora, o governo determinou que a ação contemple grandes atacadistas para atender à demanda, até então de 535,70 cestas, e o valor unitário passa a ser de R$ 80.

Ainda em março, no dia 27, o Governo do Pará chegou a distribuir cestas de alimentos para 32 escolas públicas da Região Metropolitana de Belém, adquiridas pelo valor anterior [de R$ 138,17 a unidade], preço muito maior se comparado com cestas com os mesmos produtos em mercados da região, que variam entre R$ 35 e R$ 50.

Com o cancelamento do contrato com a Kaizem Comércio e Distribuição de Produtos Alimentícios, com a qual havia fechado contrato de R$ 74 milhões, o valor unitário das cestas baixou consideravelmente.

Ao ser questionada sobre o motivo da diferença dos valores unitários das cestas, antes com a empresa com a qual havia firmado contrato milionário, e agora, descentralizando o pedido, a Secretaria de Estado de Educação disse que reduziu o custo logístico no contrato, adotando vale-alimentação.

Leia a nota na íntegra:

Ao optar pelo chamamento público de empresas com a entrega de vale-alimentação, a Seduc reduziu do contrato o custo logístico do atendimento, já que o próprio aluno ou responsável vai à escola, retira o vale e realiza suas próprias compras”.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policiais envolvidos na 'Chacina do Guamá' serão julgados no dia 16 pela Justiça Militar
DATA MARCADA

Policiais envolvidos na 'Chacina do Guamá' serão julgados no dia 16 pela Justiça Militar

01/06/2020 21:30
Policiais envolvidos na 'Chacina do Guamá' serão julgados no dia 16 pela Justiça Militar
Pará chega ao total de 41.207 casos e 3.040 óbitos por covid-19
CORONAVÍRUS

Pará chega ao total de 41.207 casos e 3.040 óbitos por covid-19

01/06/2020 21:14
Pará chega ao total de 41.207 casos e 3.040 óbitos por covid-19
Secult volta atrás e cancela contratação sem licitação de empresa paulista de jardinagem
DURANTE PANDEMIA

Secult volta atrás e cancela contratação sem licitação de empresa paulista de jardinagem

01/06/2020 20:30
Secult volta atrás e cancela contratação sem licitação de empresa paulista de jardinagem
MPPA recomenda providências para garantir saúde de profissionais de Limoeiro do Ajurú
SEM EPI’S

MPPA recomenda providências para garantir saúde de profissionais de Limoeiro do Ajurú

01/06/2020 20:15
MPPA recomenda providências para garantir saúde de profissionais de Limoeiro do Ajurú
Semob inicia retomada gradual do transporte público em Belém
MOBILIDADE URBANA

Semob inicia retomada gradual do transporte público em Belém

01/06/2020 19:20
Semob inicia retomada gradual do transporte público em Belém
Últimas Notícias