Euro compra R$ 4,1799 venda R$ 4,1816 máxima 4,2116
Dólar Comercial compra R$ 3,7007 venda R$ 3,7009 máxima 3,726
17 Fev - 15h59
domingo, 17 de fevereiro de 2019
Unique
unique_mobile
JUSTIÇA

Empresa será acionada judicialmente pela PMB para reparar problemas na pista do BRT

15 Set 2018 - 12h00
Empresa será acionada judicialmente pela PMB para reparar problemas na pista do BRT - Crédito: Fernado Sette/Comus Crédito: Fernado Sette/Comus

Um processo licitatório será realizado pela prefeitura de belém para que sejam feitos reparos e manutenções em vários pontos da pista expressa do BRT ao longo da avenida Almirante Barroso e eliminar os transtornos e riscos causados aos usuários do sistema. A Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) fez o levantamento dos pontos afetados e providencia os procedimentos para executar os serviços o mais rápido possível.

O reparo deveria ser feito pela empresa executora da obra, já que ainda está dentro do prazo de garantia do serviço. Mas, depois de notificar a empresa responsável pela construção e cobrar a resolução dos problemas, sem sucesso, a prefeitura decidiu realizar o reparo por conta própria. Ao todo, serão recuperados dez pontos com defeitos no pavimento de concreto, entre o Entroncamento e São Brás, sendo cinco em cada sentido da via.

Segundo os estudos técnicos da Secretaria de Urbanismo, o problema está na execução da obra e não é de fácil correção, exigindo análise, estudo e projeto para isso. “Agora, vamos trabalhar para resolver, por nossa conta, por meio de um processo licitatório, mas após acionar judicialmente a empresa, vamos buscar reaver o prejuízo aos cofres públicos”, defende o titular da Seurb, Adinaldo Oliveira.

Segundo o secretário, a Prefeitura ajuizará a demanda para responsabilizar a empresa Andrade Gutierrez. Com um histórico de documentos enviados à empresa, Adinaldo afirma que a Prefeitura vem desde o mês de setembro de 2017 notificando e cobrando providências, devido a garantia da obra entregue em janeiro de 2014. “A empresa tem a responsabilidade de reparar qualquer defeito ou problema de execução, no prazo de até cinco anos após a entrega. Já enviamos duas notificações, vários ofícios, reunimos com os responsáveis, que já foram in loco verificar os problemas, e temos estudos da equipe técnica que atestam vícios na obra, mas a empresa foge da sua responsabilidade e ainda não resolveu”, afirma o secretário.

A garantia a que se refere o secretário está prevista em diversos dispositivos legais: artigo 618 do Código Civil, artigo 69 da Lei 8.666, artigo 12 do Código de Defesa do Consumidor e a Orientação Técnica 003, do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Garantia Quinquenal de Obras Públicas). “Como a empresa está se eximindo da sua responsabilidade, teremos que chegar ao extremo de acionar por via judicial, já que ela insiste em descumprir a lei”, finaliza Adinaldo.

Com informações da Agência Belém

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSISTA: Torcedores brigam em pré-jogo de Remo e Paysandu neste domingo
ERAS, NÃO!

ASSISTA: Torcedores brigam em pré-jogo de Remo e Paysandu neste domingo

há 38 minutos atrás
ASSISTA: Torcedores brigam em pré-jogo de Remo e Paysandu neste domingo
Adolescentes são atingidas por carreta e morrem na Br-010
ULIANÓPOLIS

Adolescentes são atingidas por carreta e morrem na Br-010

17/02/2019 14:29
Adolescentes são atingidas por carreta e morrem na Br-010
Polícia Civil prende suspeito de ter matado homem a golpes de facão em Santarém
APÓS CRIME BRUTAL

Polícia Civil prende suspeito de ter matado homem a golpes de facão em Santarém

17/02/2019 14:18
Polícia Civil prende suspeito de ter matado homem a golpes de facão em Santarém
Polícia Civil prende cinco pessoas suspeitas de tráfico em Parauapebas
“FAMÍLIA DO TRÁFICO”

Polícia Civil prende cinco pessoas suspeitas de tráfico em Parauapebas

17/02/2019 13:51
Polícia Civil prende cinco pessoas suspeitas de tráfico em Parauapebas
Mãe tenta entender a razão da morte da filha em hospital do Marajó
RECÉM NASCIDA

Mãe tenta entender a razão da morte da filha em hospital do Marajó

17/02/2019 12:33
Mãe tenta entender a razão da morte da filha em hospital do Marajó
Últimas Notícias