Dólar Comercial compra R$ 4,6425 venda R$ 4,6443 máxima 4,7246
Euro compra R$ 6,023 venda R$ 6,0252 máxima 6,0371
25 Mai - 05h43
segunda, 25 de maio de 2020
Natura
Natura mobile
20 ANOS DE OBRAS

Moradores ameaçados de despejo tem até 30 dias para deixar o entorno da Bacia do Tucunduba

18 Set 2019 - 21h35Atualizado 18 Set 2019 - 22h39
Moradores ameaçados de despejo tem até 30 dias para deixar o entorno da Bacia do Tucunduba - Crédito: Agência Pará Crédito: Agência Pará

A população que vive às margens do Canal do Tucunduba, em Belém, está vivendo dias de tensão. Isto, pois, uma ação judicial de reintegração de posse denominada “Bacia Hidrográfica do Tucunduba” previa a desapropriação dos moradores na manhã desta quinta-feira, 19.

O mandado de desocupação compulsória tramitava na 4ª Varada Fazenda, da Procuradoria Geral do Estado. As famílias moradoras dos arredores do Canal deveriam se retirar até a próxima sexta-feira, 20.

No entanto, nesta quarta-feira, 18, a deputada estadual Marinor Brito (Psol), titular da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado, se reuniu com uma comissão de moradores e negociou, junto à Justiça e a PGE, um prazo de 30 dias para a desocupação do local. A população pediu mais tempo, mas esse foi o limite estabelecido pelos órgãos.

Macrodrenagem no Tucunduba

As intervenções no Rio Tucunduba começaram há 20 anos, em 1998, prevendo a construção de alguns canais no percurso. A obra foi iniciada pela Prefeitura de Belém, em 1999. Em 2008, a responsabilidade da obra passou para o Governo do Estado. Em 2019, o projeto de Macrodrenagem da Bacia do Tucunduba ainda está em andamento.

Com a responsabilidade compartilhada, a parte financeira da obra fica com a Caixa Econômica Federal, os projetos habitacionais com a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) e a coordenação com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), chefiada pelo secretário Valdir Acatauassu.

A macrodrenagem da Bacia do Tucunduba prevê obras diretas nos bairros do Guamá, Terra Firme, Canudos e Marco.

O Portal Roma News entrou em contato com a assessoria do Governo do Estado para saber como está o andamento das obras e o projeto de remanejamento das famílias moradoras do entorno do Canal do Tucunduba, mas, até o momento, não obteve resposta.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Confira o que abre e fecha a partir desta segunda-feira, 25, com o fim do lockdown
NOVAS REGRAS

Confira o que abre e fecha a partir desta segunda-feira, 25, com o fim do lockdown

há 43 minutos atrás
Confira o que abre e fecha a partir desta segunda-feira, 25, com o fim do lockdown
Campanha arrecada doações para cooperativas em situação de vulnerabilidade. Saiba como ajudar
SOLIDARIEDADE

Campanha arrecada doações para cooperativas em situação de vulnerabilidade. Saiba como ajudar

há 45 minutos atrás
Campanha arrecada doações para cooperativas em situação de vulnerabilidade. Saiba como ajudar
Pará tem 24.815 infectados e 2.290 mortes por covid-19
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Pará tem 24.815 infectados e 2.290 mortes por covid-19

há 9 horas atrás
Pará tem 24.815 infectados e 2.290 mortes por covid-19
Governo do Estado divulga estudo sobre “tendência de redução” de casos da covid-19 na Grande Belém
PÓS-LOCKDOWN

Governo do Estado divulga estudo sobre “tendência de redução” de casos da covid-19 na Grande Belém

24/05/2020 19:45
Governo do Estado divulga estudo sobre “tendência de redução” de casos da covid-19 na Grande Belém
Prefeitura de Salinópolis afrouxa medidas restritivas contra covid-19 e libera comércio e praia do Atalaia
DESCUMPRIU DECRETO ESTADUAL

Prefeitura de Salinópolis afrouxa medidas restritivas contra covid-19 e libera comércio e praia do Atalaia

24/05/2020 19:07
Prefeitura de Salinópolis afrouxa medidas restritivas contra covid-19 e libera comércio e praia do Atalaia
Últimas Notícias