Dólar Comercial compra R$ 5,6255 venda R$ 5,6261 máxima 5,6628
Euro compra R$ 6,6443 venda R$ 6,6467 máxima 6,6882
26 Out - 15h46
segunda, 26 de outubro de 2020
BASA - CAP DE GIRO - DESK - 24, 25 E 26.10 - ALTERN
LIDER MAG - MODA 2a - 26 E 27.10 - MOB
APÓS MINERAÇÃO

Pesquisadores encaram o desafio de reconstruir uma floresta na Amazônia. Assista!

Projeto é desenvolvido em área de 2,2 mil hectares de onde foram retiradas toneladas de bauxita, matéria prima do alumínio

29 Nov 2019 - 18h50Atualizado 06 Dez 2019 - 16h23
Plantio tradicional, regeneração e nucleação são as técnicas utilizadas no reflorestamento - Crédito: DivulgaçãoPlantio tradicional, regeneração e nucleação são as técnicas utilizadas no reflorestamento - Crédito: Divulgação

"É um desafio. Um desafio enorme". A descrição simples não alcança a dimensão do trabalho desenvolvido pela pesquisadora Gracialda Ferreira, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), no reflorestamento de uma área de mineração no município de Paragominas, a cerca de 300 quilômetros de Belém, no Pará.

Ferreira integra juntamente com pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA), do Museu Emílio Goeldi, em Belém, e da Universidade de Oslo, na Noruega, o consórcio formado pela Mineração Paragominas, empresa integrante da multinacional norueguesa Hydro, para recuperar uma floresta amazônica em solo degradado por atividades como a pecuária e a extração de minério.

Pesquisadores de quatro instituições monitoram o desenvolvimento da fauna e da flora (Foto: Divulgação)

O Portal Roma News conversou com a professora responsável por acompanhar o desenvolvimento da vegetação e também com a pesquisadora Ana Cristina de Oliveira, da UFPA, que faz o monitoramento e acompanhamento de mamíferos tanto na aérea reflorestada quanto nas florestas remanescentes. Hoje, das 31 espécies originalmente encontradas na região, 19 já foram avistadas pela equipe de pesquisa na área de 2,2 mil hectares do reflorestamento. Entre eles, a onça pintada, animal ameaçado de extinção.

Onça Pintada é detectada por uma das 23 câmeras de monitoramento espalhadas pela área (Foto: Divulgação) 

Nossa equipe também visitou a área equivalente a 3,3 mil campos de futebol de onde foram retiradas toneladas de bauxita, matéria prima do alumínio, mas que há 10 anos passou a receber novamente cobertura vegetal. Parte dessa vegetação é plantada por equipes da própria Hydro, que mantém no local viveiros para a reprodução das espécies. Plantio tradicional, regeneração e nucleação, que consiste em criar núcleos para atrair a biodiversidade das áreas circundantes, são as técnicas utilizadas no reflorestamento. 

Mas há também a contribuição de animais herbívoros, como a anta, que, ao mesmo tempo em que se alimenta dos vegetais, contribui para espalhar suas sementes. 

Multiplicar esse círculo e recuperar o equilíbrio natural do ecossistema é parte importantíssima daquele desafio mencionado por Ferreira lá no início. Isso porque ele é fundamental para que a nova floresta, um dia, se torne autossuficiente e possa seguir sozinha seu curso de desenvolvimento.

Confira a reportagem completa:

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ônibus expressos retomam atividades em Belém
DE VOLTA

Ônibus expressos retomam atividades em Belém

26/10/2020 14:02
Ônibus expressos retomam atividades em Belém
Jornalista de Santarém com covid-19 segue internado na UPA 24h com quadro estável
PANDEMIA

Jornalista de Santarém com covid-19 segue internado na UPA 24h com quadro estável

26/10/2020 13:00
Jornalista de Santarém com covid-19 segue internado na UPA 24h com quadro estável
Vídeo: moradores do Curuçambá sofrem com a falta d'água e ameaçam fechar ruas e avenidas em protesto
EM ANANINDEUA

Vídeo: moradores do Curuçambá sofrem com a falta d'água e ameaçam fechar ruas e avenidas em protesto

26/10/2020 12:27
Vídeo: moradores do Curuçambá sofrem com a falta d'água e ameaçam fechar ruas e avenidas em protesto
Vídeo: Ônibus pega fogo no centro de Belém; não há registro de feridos
MAIS UM

Vídeo: Ônibus pega fogo no centro de Belém; não há registro de feridos

26/10/2020 11:48
Vídeo: Ônibus pega fogo no centro de Belém; não há registro de feridos
INSS libera seguro defeso para pescadores profissionais de Altamira
SALÁRIO MÍNIMO

INSS libera seguro defeso para pescadores profissionais de Altamira

26/10/2020 11:43
INSS libera seguro defeso para pescadores profissionais de Altamira
Últimas Notícias