Dólar Comercial compra R$ 4,3895 venda R$ 4,39 máxima 4,4064
Euro compra R$ 4,7609 venda R$ 4,7627 máxima 4,7714
23 Fev - 10h47
domingo, 23 de fevereiro de 2020
Vale ITV Galeria
Vale ITV mobile
O DIVINO NA DANÇA

Almirzinho Gabriel convida Pinduca para gravar nova versão do Zouk da Naza. Confira!

08 Out 2019 - 20h31Atualizado 08 Out 2019 - 20h53Por Lissa de Alexandria
Almirzinho Gabriel convida Pinduca para gravar nova versão do Zouk da Naza. Confira! - Crédito: Renato Chalu Crédito: Renato Chalu

A música “Naza, Nazarézinha, Nazaré Rainha, Nazaré, Mãe da terra, mãezinha” já é conhecida dos paraenses. A homenagem feita por Almirzinho Gabriel há mais de dez anos ganhou uma nova versão este ano com participação de Pinduca.

Almirzinho já queria gravar há um tempo com o ícone do Carimbó e para dar uma “nova cara” à canção. “Chamo amigos para gravar para ter uma pegada nova e estava faltando o Pinduca. E em um show do Manoel Cordeiro, eu o convidei ele para regravar ‘Naza’. Além dele ser um cara considerado, uma figuraça, eu queria ouvir a Naza na voz dele. Queria a pegada dele, então ele levou o filho que toca bateria, o coral dele, e ele quis fazer diferente de todas as outras gravações. Deixei ele à vontade. Depois, dei um toque com um baixo e uma guitarra diferente e ele adorou”.

A ideia de incluir o Lírio Mimoso no começo e no final da música foi de Pinduca, que diz ter ficado contente com o resultado.  “Vocês vão ver uma Naza moderna. Tá linda demais”, disse Pinduca em um vídeo de divulgação.

Para a execução, Almirzinho entrou em contato com o músico Leo Chermont, que compõe o duo Strobo e grava diversos músicos no estúdio Floresta Sonora.

“O Almirzinho Gabriel me ligou pedindo para gravar no Casarão porque sabia que tinham coisas novas e boas saindo de lá e eu fiquei super feliz com a ideia de gravar o Zouk da Naza, que eu acho tão emblemática para a cidade; e quando ele falou que seria com o Pinduca eu fiquei mais feliz ainda porque adoro trabalhar com essas pessoas que têm essa experiência na música. Já tínhamos nos encontrado diversas vezes mas nunca tínhamos trabalhado juntos e foi maior alegria e ficou muito massa a versão”.

Almirzinho convidou Wesley Braun para registrar a gravação da música em vídeo e o material virou um videoclipe. A edição e finalização ficou por conta de San Marcelo, da Sapucaia Filmes.

Confira:

“Demorou para as pessoas se acostumarem a ter uma música irreverente como ‘Naza’ mas hoje já meio que adotaram, ela brinca com o divino de uma maneira boa. E agora, com uma pegada ainda mais dançante. O Nietzsche que dizia que ele não podia acreditar em um Deus que não pudesse dançar e o contato com o divino que a gente tem, tem que ser uma coisa leve, alegre, íntima, e o que tem na música é que ela é festeira, festeja o milagre, gosto de pensar que Naza é o divino feminino, é a força que faz acontecer nas pessoas, inspiração para a potência das pessoas”, finalizou Almirzinho.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário