Euro compra R$ 4,3395 venda R$ 4,3425 máxima 4,3548
Dólar Comercial compra R$ 3,8206 venda R$ 3,8214 máxima 3,8279
22 Mar - 07h26
sexta, 22 de março de 2019
Unique
NATAÇÃO

Brasil conquista duas medalhas no terceiro dia do Pan-Pacífico de Tóquio

Time brasileiro já soma quatro medalhas na competição

11 Ago 2018 - 10h05Por Alexandre Alencar
Brasil conquista duas medalhas no terceiro dia do Pan-Pacífico de Tóquio - Crédito: Getty Images Crédito: Getty Images

Com brasileiros na disputa, o Centro Aquático Tatsumi, em Tóquio, teve seu terceiro dia de disputas do Pan-Pacífico de natação. Os destaques brasileiros do dia foram Vinicius Lanza, que na final dos 100m borboleta conquistou o bronze, e a equipe do revezamento 4x100m livre masculino, que coroou a participação brasileira no sábado com uma prata. Com esses resultados, o Time Brasil já soma quatro medalhas na competição. Na quinta-feira, João Gomes Júnior, o mais experiente atleta da delegação brasileira, faturou o bronze nos 100m peito. E na sexta-feira, Leonardo de Deus alcançou a melhor marca da carreira nos 200m borboleta, garantindo a prata na prova. Entre os estrangeiros, destaque para a americana Katie Ledecky, que dominou a prova dos 400m livre, e para a japonesa Rikako Ikee, de apenas 18 anos, que quebrou o recorde da competição pela segunda vez.

Principal competição para os brasileiros na temporada, o Pan-Pacífico tem peso importante para o Comitê Olímpico Brasileiro, que a partir dos resultados define o plano estratégico para as Olimpíadas, inclusive com detalhes das bolsas que serão repassadas aos atletas. Apesar de não ser banhado pelo Oceano Pacífico, o Brasil compete como convidado.

Confira os detalhes da participação do Time Brasil, que nesse sábado competiu em 6 diferentes provas e disputou 4 medalhas. As provas do Pan-Pacífico vão até terça-feira, com a maratona aquática.

Equipe brasileira - 2º no 4x100m livre

A prova que fechou o dia foi uma das mais esperadas pela natação brasileira na competição. Uma disputa que tinha o Brasil como favorito à medalha. E veio a prata. Gabriel Santos abriu a prova, com ótimo tempo de reação na largada, mas caiu de rendimento e entregou a primeira perna para Marcelo Chierighini na quarta colocação. Chierighini recolocou o Brasil na briga, entregando a prova para Marco Antônio Ferreira com o Brasil na liderança. Marco Antônio não foi tão bem, e viu Pedro Spajari cair na piscina em quarto. Spajari, por sua vez, voltou a recolocar o Brasil no páreo, chegando a brigar pelo ouro nos metros finais. Na batida, o Brasil garantiu a prata com o tempo de 3:12.02. O ouro ficou com a equipe americana (3:11.67), e o bronze com os australianos (3:12.53).

Iago Moussalem (7º) e Vinicius Lanza (3º) - 100m borboleta

Os brasileiros caíram na água com um objetivo ousado: beliscar medalhas. Vinicius Lanza teve uma ótima primeira metade de prova, virando os primeiros 50 em terceiro. Ele não esmoreceu, manteve o ritmo, e garantiu a medalha de bronze para o Brasil. Iago Moussalem não teve bom desempenho e terminou a prova em 7º. O vencedor da prova foi o americano Caeleb Dressel (50.75), com seu compatriota, John Coger (51.32), faturando a prata.

Fernando Scheffer - 6º nos 400m livre

O gaúcho não conseguiu acompanhar o forte ritmo dos favoritos na prova e viu um pelotão de cinco competidores se desgarrar à sua frente logo nas primeiras viradas. Scheffer se manteve na sexta colocação durante grande parte da disputa, e embora tenha cansado nos 50 metros finais, evitou cair para sétimo, encerrando sua participação com o tempo de (3:45.37). No pódio, dobradinha australiana, com Jack McLoughlin (3:44.20) em primeiro e Mack Horton (3:44.31) em segundo. O americano Glenn Zane Grothe (3:45.37) ficou com a medalha de bronze.

Leonardo de Deus - 6º nos 100m borboleta (final B)

Nessa prova, o brasileiro tinha como principal objetivo atingir sua melhor marca pessoal, mas não conseguiu, cravando 53.19. O americano Michael Andrew (51.53) ficou com o ouro, enquanto seu compatriota, Zachary Harting (52.16) levou a prata. o canadense Josiah Binnema (52.71) ficou com o bronze.

Brandonn Almeida - 4º nos 200m medley (final B)

Brandonn começou com uma ótima saída e consequentemente uma boa metade de prova, brigando pela terceira posição nos primeiros 50 metros. No entanto, o brasileiro não conseguiu manter o ritmo forte no fim e ficou com a quarta posição, registrando o tempo de 2:01.34.

Leonardo Santos - 7º nos 200m medley

O desafio de Leonardo Santos não era simples: tentar fazer frente ao campeão mundial Chase Kalisz, apontado por especialistas como o sucessor de Michael Phelps. Leonardo começou bem na raia 1, fechando em terceiro nos primeiros 50 metros, mas caiu de rendimento nos segundo e terceiro quartos, ficando para trás nos últimos metros. Apesar de ter ficado apenas com a sétima posição, o tempo de 1:58.83 é considerado uma boa marca pessoal. O ouro ficou com o favorito, Chase Kalisz (1:55.40), a prata com o australiano Mitchell Larkin (1:56.21), e o bronze com o japonês Kosuke Hagino (1:56.66).

Com informações do Globoesporte.com.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Leão busca melhora no desempenho e investe em Coaching Esportivo
AZULINOS

Leão busca melhora no desempenho e investe em Coaching Esportivo

22/03/2019 05:00
Leão busca melhora no desempenho e investe em Coaching Esportivo
Everton Felipe ganha espaço com Mancini e projeta decisão pelo São Paulo
MORAL COM O COMANDANTE

Everton Felipe ganha espaço com Mancini e projeta decisão pelo São Paulo

21/03/2019 22:41
Everton Felipe ganha espaço com Mancini e projeta decisão pelo São Paulo
Fluminense bate Antofagasta no Chile, avança na Sul-Americana e amplia série invicta
MAIS UM PASSO

Fluminense bate Antofagasta no Chile, avança na Sul-Americana e amplia série invicta

21/03/2019 22:38
Fluminense bate Antofagasta no Chile, avança na Sul-Americana e amplia série invicta
Conselheiro do São Paulo pede investigação de crimes de corrupção no futebol brasileiro
IRREGULARIDADES

Conselheiro do São Paulo pede investigação de crimes de corrupção no futebol brasileiro

21/03/2019 21:00
Conselheiro do São Paulo pede investigação de crimes de corrupção no futebol brasileiro
Brasileiros treinam nos EUA, Equador, Colômbia e Espanha
ATLETISMO

Brasileiros treinam nos EUA, Equador, Colômbia e Espanha

21/03/2019 17:59
Brasileiros treinam nos EUA, Equador, Colômbia e Espanha
Últimas Notícias