Dólar Comercial compra R$ 5,5613 venda R$ 5,5638 máxima 5,588
Euro compra R$ 6,4691 venda R$ 6,4738 máxima 6,4751
28 Set - 05h34
segunda, 28 de setembro de 2020
BASA - EM CADA ORAÇÃO... DESK - 18.9
LIDER MAG - ESTILO - 25 E 26.9 - MOB
FUTEBOL PARAENSE

Paysandu comemora hoje a conquista de um dos título mais importantes do clube: o 'Campeão dos Campeões'

Em 2002, o único representante do Futebol Paraense vivo na competição venceu o Cruzeiro-MG nas penalidades

04 Ago 2020 - 17h40Atualizado 04 Ago 2020 - 19h12
Paysandu comemora hoje a conquista de um dos título mais importantes do clube: o 'Campeão dos Campeões' -

Há exatos 18 anos o Paysandu Sport Club conquistava o seu primeiro, e se não, o maior título da história da agremiação bicolor e também do estado do Pará.

Em 2002, o único representante do Futebol Paraense vivo na competição venceu o Cruzeiro-MG por 4 a 3, no tempo normal e nas penalidades 3 a 0, garantindo a taça da Copa dos Campeões do Brasil, no estádio Castelão, em Fortaleza, de quebra, ainda trouxe na bagagem, uma vaga na Copa Libertadores de 2003.

Na histórica campanha de 2002 o Lobo e a Raposa tiveram dois confrontos. No primeiro duelo da finalíssima da competição, em Belém, o Cruzeiro saiu na frente e levou a melhor, sob o comando de Marco Aurélio, o time mineiro conseguiu ganhar de 2 a 1.

Já no duelo da volta, o Papão que era comandado na época pelo experiente Givanildo Oliveira conseguiu levar a melhor em um dos confrontos mais emocionantes da história bicolor.

No primeiro tempo da partida, o Cruzeiro marcou com Fábio Júnior aos 9 do primeiro tempo. O atacante aproveitou um rebote do goleiro Marcão, mas logo em seguida, depois de uma bola aérea alçada, Vandick deixou tudo igual para o time bicolor. O homem do jogo não demorou muito para fazer o gol da virada, que surgiu depois de um lançamento.Wandick chegou primeiro e mais uma vez o artilheiro do momento mostrou o que sabia fazer e finalizou em grande estilo.

Com o resultado de 2 a 1, a Raposa vinha forçando um empate e aos 40 minutos o capitão do time mineiro, Cris, em jogada ensaiada acabou deixando tudo igual em Fortaleza. Contudo, o elenco bicolor continuou em busca do sonho e em mais outra jogada aérea, Vandick apareceu e de cabeça mandou a bola pro fundo do gol, sem chances para o goleiro Jefferson. 

Mas nem tudo estava conspirando a favor do Lobo, após um rebate do goleiro bicolor. No segundo tempo, o ritmo de jogo continuou acelerado, e aos três minutos, Fábio apareceu o arqueiro bicolor falhou ao tentar defender um chute e acabou espalmando a bola diretamente no pé do atacante, que só ajeitou o pé e finalizou. 

Ainda na esperança do título, o quarto foi marcado por Jobson, aos 12 minutos do segundo tempo, em outra falha de Jefferson. Em uma cobrança de escanteio, o goleiro saiu no tempo errado e foi encoberto por uma cabeçada de Jóbson. 

Nos últimos minutos da partida, o Cruzeiro mudou algumas peças e partiu para cima do Paysandu. Porém, o modelo de jogo com boa marcação organizada pelo Givanildo segurou a equipe mineira. Somente aos 43 minutos, a raposa conseguiu arriscar um lance mais perigoso com Ruy, que entrou driblando na área do Paysandu e bateu cruzado. Mas o goleiro Marcão evitou o quarto gol cruzeirense e levou a partida para os pênaltis.

Empatados no saldo de gols, a partida teve que ir para os pênaltis. O primeiro time a cobrar as penalidades foi o Cruzeiro, com Ricardinho que deixou a bola na trave, em seguida Jóbson marca para o Papão. Na terceira cobrança, Vânder também bate na trave, e Vélber marca o segundo para o Paysandu. Na última cobrança do time mineiro, Jussiê consegue acertar o gol, mas o arqueiro bicolor defendeu. Para sacramentar a vitória do time paraense, Luís Fernando partiu para a cobrança e fez o gol que deu ao Paysandu, o título do Campeão dos Campeões de 2002.

Na época, o Cruzeiro era um dos grandes favoritos para levantar a taça. O time de Marco Aurélio efetuou diversas contratações mas não foi suficiente para tirar o título do time Paraense. 

Ficha técnica

Paysandu: Marcão; Marcos, Gino, Sérgio e Luís Fernando; Rogerinho, Sandro, Jóbson (Trindade) e Wélber; Jajá (Cleisson) e Vandick (Albertinho).

Técnico: Givanildo Oliveira

 

Cruzeiro: Jefferson; Maicon, Luizão, Cris e Leandro; Recife (Fernando Miguel), Ricardinho, Vânder e Jorge Wágner (Jussiê); Lucas (Joãozinho) e Fábio Júnior.

Técnico: Marco Aurélio

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Matheus Costa exalta comprometimento do time, mas lamenta empate: 'Se tivesse um vencedor, seria o Paysandu'
CURTIU E NÃO CURTIU!

Matheus Costa exalta comprometimento do time, mas lamenta empate: 'Se tivesse um vencedor, seria o Paysandu'

26/09/2020 22:52
Matheus Costa exalta comprometimento do time, mas lamenta empate: 'Se tivesse um vencedor, seria o Paysandu'
Com 10 em campo, Wesley Matos marca e Paysandu empata em 1 a 1 com o Botafogo
MENOS MAL!

Com 10 em campo, Wesley Matos marca e Paysandu empata em 1 a 1 com o Botafogo

26/09/2020 20:53
Com 10 em campo, Wesley Matos marca e Paysandu empata em 1 a 1 com o Botafogo
Para seguir no G4, Papão encara o Botafogo na noite deste sábado em João Pessoa
BORA, PAPÃO!

Para seguir no G4, Papão encara o Botafogo na noite deste sábado em João Pessoa

26/09/2020 05:00
Para seguir no G4, Papão encara o Botafogo na noite deste sábado em João Pessoa
Inteligência, equilíbrio e mesma base: Matheus Costa fala sobre como o Paysandu vai encarar o Botafogo-PB
DEFINIDO!

Inteligência, equilíbrio e mesma base: Matheus Costa fala sobre como o Paysandu vai encarar o Botafogo-PB

25/09/2020 18:14
Inteligência, equilíbrio e mesma base: Matheus Costa fala sobre como o Paysandu vai encarar o Botafogo-PB
CBF altera partidas do Paysandu para o Mangueirão
MUDOU!

CBF altera partidas do Paysandu para o Mangueirão

25/09/2020 17:28
CBF altera partidas do Paysandu para o Mangueirão
Últimas Notícias