Dólar Comercial compra R$ 5,2106 venda R$ 5,2126 máxima 5,2302
Euro compra R$ 6,3308 venda R$ 6,3341 máxima 6,3453
03 Dez - 10h16
quinta, 03 de dezembro de 2020
LIDER - BIJUTERIA - 03 E 04 - DESK
VALE - PROTETORES DA FLORESTA - MOB - 24.11 a 24.12
EM ALTA

Aprovação de Bolsonaro vai a 41%, a mais alta em quase dois anos, aponta pesquisa

20 Nov 2020 - 13h54Atualizado 20 Nov 2020 - 16h34
Aprovação de Bolsonaro vai a 41%, a mais alta em quase dois anos, aponta pesquisa - Crédito: Reuters Crédito: Reuters

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro está em 41%, o mais alto patamar desde fevereiro de 2019. No último levantamento, feito no início de novembro, a avaliação estava em 38%, e oscilou positivamente no limite da margem de erro da pesquisa que é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A desaprovação diminuiu, passando de 34% para 31%. Aqueles que nem aprovam nem desaprovam somam 27%.

Os dados são da mais recente pesquisa exclusiva EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 16 e 19 de novembro.

Na série histórica, a aprovação só ficou acima de 40% em fevereiro de 2019, quando 45% dos brasileiros aprovaram a maneira como o presidente governa. Esse percentual foi caindo até chegar em 20% no mês de maio deste ano, coincidindo com o agravamento no número de casos e de mortes por covid-19 no país.

A alta mais significativa foi percebida entre julho e agosto, quando os brasileiros que aprovam o governo de Jair Bolsonaro saltaram de 27% para 37%, respectivamente. O período corresponde com a liberação de grande parte do auxílio emergencial.

“Os mais altos níveis de aprovação do governo federal são muito concentrados no segmento de evangélicos (50%), e nas regiões Norte (52%), Centro-Oeste (52%) e Sul (54%). A avaliação positiva é sempre maior neste grupos”, explica Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Estratificando a pesquisa por idade, quanto mais velha é faixa etária, maior é a aprovação do governo Bolsonaro. Entre aqueles com 50 anos ou mais, o índice chega a 49%. A proporção é similar no item escolaridade, sendo maior na parcela da população que estudou mais. A aprovação chega a 42% entre aqueles com ensino superior.

Por classe econômica, a desaprovação é maior entre os mais pobres. Nas famílias com ganhos de até 1 salário mínimo, 39% desaprovam o governo Bolsonaro. Já entre os que ganham mais de cinco salários, 32% não aprovam a atual administração.

A pesquisa também perguntou como os brasileiros avaliam o governo do presidente até o momento. Os dados são idênticos ao da aprovação, com 41% considerando ótimo/bom, e 31% ruim/péssimo.

Fonte: Exame

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce o PIB do Brasil no 3º trimestre: alta não é suficiente para reverter as perdas da pandemia, diz IBGE
ECONOMIA

Cresce o PIB do Brasil no 3º trimestre: alta não é suficiente para reverter as perdas da pandemia, diz IBGE

há 38 minutos atrás
Cresce o PIB do Brasil no 3º trimestre: alta não é suficiente para reverter as perdas da pandemia, diz IBGE
Polícia Rodoviária prende cinco suspeitos de assalto a agência de Criciúma
ASSALTO A BANCO

Polícia Rodoviária prende cinco suspeitos de assalto a agência de Criciúma

há 41 minutos atrás
Polícia Rodoviária prende cinco suspeitos de assalto a agência de Criciúma
Ministérios assinam acordo de proteção ao consumidor com deficiência
DIREITOS

Ministérios assinam acordo de proteção ao consumidor com deficiência

há 57 minutos atrás
Ministérios assinam acordo de proteção ao consumidor com deficiência
Em 2021 consumidor vai arcar com R$ 19,8 bilhões na conta de energia elétrica 
ECONOMIA

Em 2021 consumidor vai arcar com R$ 19,8 bilhões na conta de energia elétrica 

03/12/2020 09:09
Em 2021 consumidor vai arcar com R$ 19,8 bilhões na conta de energia elétrica 
São Paulo recebe lote com insumos para produção de um milhão de doses da CoronaVac
ESPERANÇA

São Paulo recebe lote com insumos para produção de um milhão de doses da CoronaVac

03/12/2020 08:36
São Paulo recebe lote com insumos para produção de um milhão de doses da CoronaVac
Últimas Notícias