Dólar Comercial compra R$ 5,6761 venda R$ 5,6766 máxima 5,7327
Euro compra R$ 6,8624 venda R$ 6,8653 máxima 6,8647
02 Mar - 22h55
terça, 02 de março de 2021
MGZ-SUPERBANNER-ESTI-22/02 A 10/03
MGZ-REC-ESTI-22/02 A 10/03
DURANTE A MADRUGADA

Bebê nasce no chão de maternidade superlotada há mais de duas semanas

23 Fev 2021 - 14h15Atualizado 23 Fev 2021 - 14h16
Bebê nasce no chão de maternidade superlotada há mais de duas semanas - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Na madrugada da última segunda-feira (22), uma mulher deu à luz no chão da maior maternidade pública do Tocantins por falta de leitos disponíveis. A superlotação da maternidade unidade vem acontecendo há pelo menos duas semanas e o fato foi relatado por uma pessoa que estava na mesma maternidade, mas acompanhava outra gestante.

O acompanhante, que preferiu não ser identificado, conta que “As enfermeiras pegaram um pano, botaram no chão, colocaram a mulher no chão e mandaram ela fazer força para a neném sair. A mulher teve a bebê dela no chão aqui do Dona Regina" disse.

A Secretaria de Estado de Saúde do Tocantins confirmou a superlotação no Hospital e Maternidade Dona Regina e disse que tem trabalhado para atender a demanda. Sobre o caso da paciente, a SES confirmou que houve um "episódio de parto normal com rápida evolução”.

Segundo o relato do acompanhante, a paciente ficou cerca de meia hora gritando de dor até receber ajuda. "Ela ficou uma meia hora gritando, entrando em trabalho de parto em uma cadeira, sentada e sozinha. Depois de uma meia hora que ela estava gritando que veio enfermeira ajudar a moça a ter a bebê", disse.

O local possui capacidade para 124 pacientes, mas atualmente está com 131 internações. Totalizando uma taxa de ocupação de 106%. A lotação ocorre tanto no setor de leitos clínicos, quanto na área de UTI Neonatal. Na semana passada, uma recém-nascida morreu 48 horas após ter nascido. A família afirmou que a criança esperava um leito de UTI.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES/TO) informou que o Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) é uma unidade para atendimentos maternos de alta complexidade. Contudo, devido a falta de uma maternidade de baixo risco em Palmas, para partos habituais, realiza o atendimento de gestantes em trabalho de parto normal, sendo comum o atendimento de gestantes que já chegam na Unidade com grande dilatação e no período final de expulsão do bebê.

"A SES esclarece que houve episódio de parto normal com rápida evolução, que foi realizado com o apoio da equipe do hospital. A SES lamenta que situações como esta sejam expostas por leigos, sem a devida explicação do contexto geral do fato ocorrido", diz a nota.

A SES ressalta que nenhuma gestante ou paciente que chega ao Hospital fica sem atendimento. A unidade passa por período de alta demanda, todavia, a SES em conjunto com a rede de Assistência Materna, está buscando soluções para reduzir a demanda do Hospital.

 

Com informações do G1

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil registra 1.726 mortes por covid-19 em 24 horas
CORONAVÍRUS

Brasil registra 1.726 mortes por covid-19 em 24 horas

há 2 horas atrás
Brasil registra 1.726 mortes por covid-19 em 24 horas
Volta às aulas presenciais será com segurança, afirma Milton Ribeiro
PANDEMIA

Volta às aulas presenciais será com segurança, afirma Milton Ribeiro

02/03/2021 20:40
Volta às aulas presenciais será com segurança, afirma Milton Ribeiro
Senado aprova MP para compra de vacinas por estados sem licitação
CORONAVÍRUS

Senado aprova MP para compra de vacinas por estados sem licitação

02/03/2021 20:34
Senado aprova MP para compra de vacinas por estados sem licitação
Câmara aprova texto-base para compra de vacinas por estados
COVID-19

Câmara aprova texto-base para compra de vacinas por estados

02/03/2021 20:12
Câmara aprova texto-base para compra de vacinas por estados
Ministério: auxílio emergencial sem contrapartida pode elevar inflação
ECONOMIA

Ministério: auxílio emergencial sem contrapartida pode elevar inflação

02/03/2021 19:37
Ministério: auxílio emergencial sem contrapartida pode elevar inflação
Últimas Notícias