Dólar Comercial compra R$ 3,9260 venda R$ 3,9290 máxima 3,9275
Euro compra R$ 4,4148 venda R$ 4,4186 máxima 4,4195
20 Abr - 05h34
sábado, 20 de abril de 2019
encarte_formosa
encarte_formosa_mobile
PELO TWITTER

Bolsonaro diz que MST está mais fraco por causa de liberação de armas

15 Abr 2019 - 20h48
Bolsonaro diz que MST está mais fraco por causa de liberação de armas - Crédito: Alan Santos/PR Crédito: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, vinculou nesta segunda-feira, 15, a queda nas invasões no campo promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), fenômeno revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo na edição desta segunda, à flexibilização da posse de armas de fogo, uma de suas promessas de campanha concretizada por decreto em janeiro. O presidente afirmou que a medida terá "derivações", mas não pormenorizou quais. Há um lobby no governo federal para que sejam modificadas as condições restritivas do porte de armas, principalmente, para produtores rurais.

"Incra registra só 1 ocupação no 1º trimestre diante 43 ações no mesmo período de 2018. O MST está mais fraco pela facilitação da posse de armas, iniciativa que terá derivações pelo governo, falta de financiamento do setor público e de ONGs, algo que não ocorria nos governos do PT", escreveu Bolsonaro em sua conta oficial no Twitter.

A reportagem também mostra que o MST iniciará na quarta-feira o "abril vermelho", série de ações para relembrar o massacre de Eldorado dos Carajás (PA), ocorrido em 17 de abril de 1996, mas pretende adotar ações alternativas às ocupações. Segundo João Paulo Rodrigues, um dos líderes nacionais dos sem-terra, a ideia é diminuir a tensão das eleições.

Dirigentes do MST e coordenadores de entidades que monitoram conflitos agrários, como a Comissão Pastoral da Terra (CPT), entendem que há preocupação entre os sem-terra com a criminalização das ocupações, como defendido pelo governo Bolsonaro, e o incentivo ao uso de armas de fogo no campo. Dados da CPT revelam um aumento nos conflitos a partir de 2016. Em campanha no ano passado, Bolsonaro defendeu que fazendeiros têm o direito de abrir fogo contra invasores de entidades como o MST.

Com informações de Estadão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
EM GOIÂNIA

Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia

19/04/2019 22:49
Vazam fotos de João de Deus que está internado para tratar uma pneumonia
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
INTERNACIONAL

Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht

19/04/2019 20:35
Juiz ordena prisão preventiva para ex-presidente peruano Kuczynski pelo caso Odebrecht
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
POLÊMICA!

Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula

19/04/2019 19:37
Professor é demitido após criticar Bolsonaro em sala de aula
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
TRAGÉDIA

Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa

19/04/2019 19:00
Grávida de 7 meses morre afogada ao tentar salvar filho de 5 anos em represa
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
JUSTIÇA

Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia

19/04/2019 18:32
Suspeitos de desabamentos no Rio estão foragidos, diz polícia
Últimas Notícias