Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,6239 venda R$ 5,6249 máxima 5,6244
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,3708 venda R$ 6,3724 máxima 6,3797
30 Nov - 22h12
terça, 30 de novembro de 2021
VALE 10162 - BIODIVERS DE CARAJAS - DESK - De 16 a 30.11
VALE 10162 - BIODIVERS DE CARAJAS - MOB - De 16 a 30.11
EM GOIÁS

Deputado declara que exigência de passaporte da vacina é 'ditadura nazista'

27 Out 2021 - 08h09Atualizado 27 Out 2021 - 08h10
Deputado declara que exigência de passaporte da vacina é 'ditadura nazista' - Crédito: Reprodução/Alego (Assembleia Legislativa do Estado de Goiás) Crédito: Reprodução/Alego (Assembleia Legislativa do Estado de Goiás)

Na última segunda-feira, 25, o deputado estadual pelo estado de Goiás Cairo Salim (Pros) gerou polêmica nas redes sociais ao afirmar que qualquer medida que impeça a circulação de pessoas não vacinadas contra a covid-19 seria uma “questão doentia” e classificada como uma “ditadura nazista”. As declarações aconteceram durante uma audiência pública que reuniu dezenas de pessoas contrárias ao 'passaporte' da vacina e a imunização da população contra o coronavírus.

O deputado declarou que: “Primeiro nos pressionaram a utilizar máscara. Depois nos pressionaram à vacinação. E agora existe já mundo afora essa questão doentia do passaporte sanitário. (…) Defendamos o estado de Goiás dessa ditadura nazista sanitária que estão querendo impor mundo afora”, citou. Ele também prometeu que “Aqui em Goiás não vamos deixar nenhum passaporte vingar”.

Cairo Salim possui um projeto onde defende a não obrigatoriedade de apresentação do cartão de vacina contra a covid-19 para acesso a locais públicos ou privados no território goiano. De acordo com a justificativa da proposta, o objetivo é “garantir a liberdade de locomoção, inclusão social e do exercício dos direitos de pessoas que ainda não foram vacinadas”.

Embate

Na mesma ocasião também estava o deputado estadual Lucas Calil (PSD), que possui um projeto de lei que dá aval para o setor privado proibir a entrada de pessoas não vacinadas em estabelecimentos. Salim aproveitou a audiência para criticar o projeto.

Aklém disso, no início da audiência, transmitida TV Alego (da câmara), o mediador do evento chegou a afirmar que a superintendente de vigilância em saúde de Goiás, Flúvia Amorim, era uma das convidadas do evento. No entanto, a epidemiologista, que coordena a vacinação contra a covid-19 no estado, negou a participação no encontro e disse que sequer tinha conhecimento da audiência.
Com informações do Metrópoles
 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98547-6589ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

OMS diz que proibição de viagens não vão impedir disseminação da Ômicron
INTERNACIONAL

OMS diz que proibição de viagens não vão impedir disseminação da Ômicron

há 54 minutos atrás
OMS diz que proibição de viagens não vão impedir disseminação da Ômicron
Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses de AstraZeneca
SAÚDE

Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses de AstraZeneca

30/11/2021 20:21
Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses de AstraZeneca
Famílias de baixa renda terão redução automática na conta de luz
ECONOMIA

Famílias de baixa renda terão redução automática na conta de luz

30/11/2021 20:08
Famílias de baixa renda terão redução automática na conta de luz
Prefeitura de João Pessoa libera shows com 100% do público em dezembro
NOVO DECRETO

Prefeitura de João Pessoa libera shows com 100% do público em dezembro

30/11/2021 19:55
Prefeitura de João Pessoa libera shows com 100% do público em dezembro
CCJ do Senado aprova PEC dos Precatórios
ECONOMIA

CCJ do Senado aprova PEC dos Precatórios

30/11/2021 18:55
CCJ do Senado aprova PEC dos Precatórios
Últimas Notícias