Dólar Comercial compra R$ 5,5832 venda R$ 5,5838 máxima 5,6125
Euro compra R$ 6,6216 venda R$ 6,6251 máxima 6,6533
21 Out - 11h08
quarta, 21 de outubro de 2020
LIDER - A CASA É SUA 7 - DESK - 20 E 21.10
LIDER - A CASA É SUA 7 - MOB
INVESTIGAÇÃO

Google recorre ao STJ para não fornecer dados sobre buscas por Marielle

08 Out 2019 - 13h44Atualizado 08 Out 2019 - 13h59
Google recorre ao STJ para não fornecer dados sobre buscas por Marielle - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

A Google Brasil está no centro de polêmica envolvendo o Ministério Público do Rio (MP-RJ) e o Ministério Público Federal (MFP) no Caso Marielle. Após ser obrigada pelo Tribunal de Justiça do Rio a fornecer, a pedido do MP-RJ, a lista de pessoas que pesquisaram na ferramenta de buscas o nome “Marielle Franco”, entre 10 e 14 de março do ano passado, a Google recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para reverter a decisão. Em parecer sobre o recurso, o MPF ficou do lado da empresa e alegou que o pedido do MP-RJ “atenta contra direitos e garantias de indivíduos não relacionados ao crime”. 

A vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados, no Estácio, em 14 de março do ano passado. Para reforçar a prova contra os dois acusados — o sargento reformado da PM Ronnie Lessa e o ex-soldado Élcio Queiroz — e buscar outros envolvidos, o MP-RJ pediu à Justiça que quebrasse o sigilo para saber, nos cinco dias que antecederam o crime, os nomes de quem pesquisou no Google, além de “Marielle Franco”, as palavras-chave “vereadora Marielle”, “agenda Marielle”, “agenda vereadora Marielle”, “Casa das Pretas”, “Rua dos Inválidos 122” e “Rua dos Inválidos”.

Até o momento, a principal prova contra Ronnie Lessa foi obtida por intermédio da quebra do sigilo telemático. Os investigadores conseguiram mostrar que o acusado monitorou pelo menos um encontro privado da vítima, com seu ex-marido Eduardo Alves, pouco antes de ser morta. Os promotores que atuam no processo acreditam que a lista de usuários poderá fornecer provas decisivas para o caso, razão pela qual o posicionamento do MPF causou mal-estar no MP-RJ.

Ao recorrer ao STJ, a Google alegou que o pedido “não contém mínima individualização de pessoas nem imputação de conduta ilícita aos afetados, de maneira a configurar autêntica ordem exploratória, com repercussão negativa desarrazoada para terceiros alheios às investigações”. A tese foi acolhida pelo subprocurador-geral da República Marcelo Muscogliati, que pediu ao STJ que atenda ao recurso da empresa. Procurada, a Google informou que protege “vigorosamente a privacidade dos usuários” e que busca apoiar o trabalho das autoridades investigativas.

Fonte: Extra Online

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

PF investiga esquema de corrupção em liberação de licenças ambientais
OPERAÇÃO

PF investiga esquema de corrupção em liberação de licenças ambientais

há 17 minutos atrás
PF investiga esquema de corrupção em liberação de licenças ambientais
Anuário de escola nos EUA classifica aluno como ‘Cara Negro’
RACISMO ESTRUTURAL

Anuário de escola nos EUA classifica aluno como ‘Cara Negro’

há 23 minutos atrás
Anuário de escola nos EUA classifica aluno como ‘Cara Negro’
Bolsas da Europa têm perdas pelo terceiro dia sem ancorar otimismo por pacote nos EUA
ECONOMIA

Bolsas da Europa têm perdas pelo terceiro dia sem ancorar otimismo por pacote nos EUA

há 48 minutos atrás
Bolsas da Europa têm perdas pelo terceiro dia sem ancorar otimismo por pacote nos EUA
Bolsonaro afirma que não comprará vacina contra a covid-19 vindo da China
DECLARAÇÃO

Bolsonaro afirma que não comprará vacina contra a covid-19 vindo da China

21/10/2020 10:00
Bolsonaro afirma que não comprará vacina contra a covid-19 vindo da China
Caixa paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
BENEFÍCIO

Caixa paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários

21/10/2020 09:52
Caixa paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
Últimas Notícias