Dólar Comercial compra R$ 3,7684 venda R$ 3,7686 máxima 3,7691
Euro compra R$ 4,2248 venda R$ 4,2254 máxima 4,2259
16 Jul - 19h59
terça, 16 de julho de 2019
Jorge e Mateus Unico
Promo de Verão_mobile
SÃO PAULO

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Odebrecht

18 Jun 2019 - 14h09Atualizado 18 Jun 2019 - 14h08
Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Odebrecht - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

O pedido de recuperação judicial levado pelo grupo Odebrecht foi aceito no fim da noite de segunda-feira, 17, pelo juiz da 1ª Vara de Falências de São Paulo, João de Oliveira Rodrigues Filho. O escritório Alvarez & Marsal foi nomeado como administrador judicial.

A holding do conglomerado e mais vinte empresas foram à Justiça na véspera pedir proteção contra credores e listaram dívidas totais de cerca de R$ 98 bilhões, no entanto, o grupo só poderá ser alvo de cobrança de R$ 65,5 bilhões, porque R$ 33 bilhões são empréstimos trocados entre as companhias levadas para recuperação judicial.

Do total da dívida, R$ 83,6 bilhões seria o valor do passivo sujeito à recuperação, o que tornaria o processo a maior recuperação judicial da história do país, superando a da Oi em 2016, de R$ 64 bilhões.

De acordo com o juiz, o plano de recuperação judicial deverá ser apresentado no prazo de 60 dias. O prazo para habilitações ou divergências aos créditos apresentados pela empresa é de 15 dias. A decisão determina, ainda, a suspensão de todas as ações ou execuções contra as empresas, de acordo com a Lei de Recuperações e Falências.

Rodrigues Filho também acatou o pedido da Odebrecht para que fiquem protegidas as participações que o grupo possui nas controladas Braskem, Ocyan e Atvos, cujas ações foram dadas em garantia para credores durante as reestruturações financeiras realizadas após a Operação Lava Jato, destaca o Valor Online. O grupo alegou que tais companhias são “bens essenciais” à sua sobrevivência.

Entre os maiores credores da Odebrecht estão os bancos BNDES, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Bradesco, Santander e o The Bank of New York Mellon.

Com relação aos créditos trabalhistas, segundo informou a assessoria do TJ-SP, será encaminhado ofício à Corregedoria do Tribunal Superior do Trabalho, informando que as cortes trabalhistas deverão encaminhar as certidões de condenação da empresa diretamente ao administrador judicial, que providenciará a inclusão na lista geral de credores.

Com informações do G1.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ex-policial civil e PM são mortos na Zona Oeste do Rio
VIOLÊNCIA

Ex-policial civil e PM são mortos na Zona Oeste do Rio

16/07/2019 18:11
Ex-policial civil e PM são mortos na Zona Oeste do Rio
Idosos casados por 71 anos morrem no mesmo dia
EUA

Idosos casados por 71 anos morrem no mesmo dia

16/07/2019 17:19
Idosos casados por 71 anos morrem no mesmo dia
Bebê nasce em vaso sanitário e é salvo por bombeiros
EM RONDÔNIA

Bebê nasce em vaso sanitário e é salvo por bombeiros

16/07/2019 17:18
Bebê nasce em vaso sanitário e é salvo por bombeiros
Crianças fogem de casa com arma do pai para evitar que mãe fosse morta
EM SÃO PAULO

Crianças fogem de casa com arma do pai para evitar que mãe fosse morta

16/07/2019 17:18
Crianças fogem de casa com arma do pai para evitar que mãe fosse morta
Conselho proíbe prefeito acusado de estupro de exercer medicina
POR SEIS MESES

Conselho proíbe prefeito acusado de estupro de exercer medicina

16/07/2019 16:49
Conselho proíbe prefeito acusado de estupro de exercer medicina
Últimas Notícias