Euro compra R$ 4,2708 venda R$ 4,2757 máxima 4,2928
Dólar Comercial compra R$ 3,7648 venda R$ 3,7678 máxima 3,8152
24 Jan - 07h45
quinta, 24 de janeiro de 2019
Residencial Marajoara
mobile_belem_403
POLÍTICA

Moro defende punição mais duras para crimes de extrema gravidade

Futuro ministro da Justiça se reuniu nesta quinta (8) com atual chefe da pasta, Torquato Jardim

08 Nov 2018 - 19h22
Moro defende punição mais duras para crimes de extrema gravidade - Crédito: Isaac Amorim/MJ Crédito: Isaac Amorim/MJ

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta quinta-feira (8) o "endurecimento" das regras para que o sistema prisional deixe de ser "leniente" com pessoas que praticaram crimes graves.

Moro deu a declaração em Brasília, após se reunir com o atual chefe da pasta, Torquato Jardim. Na opinião do futuro ministro, pessoas que cometeram homicídios, por exemplo, deixam a cadeia antes do tempo que ele acha que elas deveriam cumprir pena.

"Evidentemente, a questão carcerária é um problema e nós estamos refletindo sobre ela da forma mais apropriada. É necessário ampliar vagas, é necessário eventualmente ter um filtro melhor", afirmou Sérgio Moro.

Quando assumir o Ministério da Justiça, Moro passará a ser responsável pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, pela Polícia Federal (PF) e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por exemplo.

Sérgio Moro chegou a Brasília nesta quarta (7) para iniciar a transição de governo.

Ele já se encontrou, por exemplo, com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Com informações do Globo.com.

Deixe seu Comentário

Leia Também

De biquíni, servidora é flagrada usando carro de presos para ir à praia em SP
ACREDITE SE PUDER!

De biquíni, servidora é flagrada usando carro de presos para ir à praia em SP

há 33 minutos atrás
De biquíni, servidora é flagrada usando carro de presos para ir à praia em SP
União Europeia quer eleições livres na Venezuela
MOBILIZAÇÃO INTERNACIONAL

União Europeia quer eleições livres na Venezuela

há 38 minutos atrás
União Europeia quer eleições livres na Venezuela
Sisu chega a ter 500 mil acessos simultâneos
ALTA DEMANDA

Sisu chega a ter 500 mil acessos simultâneos

24/01/2019 06:42
Sisu chega a ter 500 mil acessos simultâneos
Ghosn renuncia à presidência da Renault, diz ministro da França
DETIDO NO JAPÃO

Ghosn renuncia à presidência da Renault, diz ministro da França

24/01/2019 06:37
Ghosn renuncia à presidência da Renault, diz ministro da França
"Tudo o que falamos em Davos temos condições de fazer", afirma Bolsonaro
PROMESSAS

"Tudo o que falamos em Davos temos condições de fazer", afirma Bolsonaro

24/01/2019 06:33
"Tudo o que falamos em Davos temos condições de fazer", afirma Bolsonaro
Últimas Notícias