Dólar Comercial compra R$ 4,0215 venda R$ 4,0228 máxima 4,0265
Euro compra R$ 4,4936 venda R$ 4,4971 máxima 4,5011
19 Mai - 03h51
domingo, 19 de maio de 2019
cerpa
chinthya_mobile
Apaziguar

Presidente Bolsonaro participa de churrasco/reunião na residência oficial de Rodrigo Maia, neste sábado

16 Mar 2019 - 16h50Por Da Redação
Presidente Bolsonaro chega para o churrasco na casa de Rodrigo Maia - Crédito: Reprodução - Adriano Machado/ReutersPresidente Bolsonaro chega para o churrasco na casa de Rodrigo Maia - Crédito: Reprodução - Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) participou de um churrasco, neste sábado, 16, na casa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). O evento seria restrito entre os presidentes dos Três Poderes, transformou-se em uma confraternização informal entre boa parte da cúpula política de Brasília.

Bolsonaro chegou ao churrasco de camisa de manga curta azul clara e chegou aocmpanhado do ministro da Justiça, Sérgio Moro. O filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), também apareceu no churrasco.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que tem residência oficial vizinha à casa de Rodrigo Maia, foi um dos primeiros a chegar, mas saiu pouco depois. Ele retornou após alguns minutos com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, no carro oficial do Senado.

Dos 22 ministros, compareceram 15, entre eles, o da Educação,  Ricardo Vélez. Não apareceram Paulo Guedes (Economia), comandante da reforma da Previdência, e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), cujo cargo está sob risco por causa do escândalo dos laranjas do PSL.

O general Santos Cruz (Secretaria de Governo) chegou caminhando, de camisa polo vinho e óculos escuros. "Me mandaram no meu zap aqui que era para almoçar. Não tenho ideia de agenda", disse na entrada.

Ministro do ex-presidente Michel Temer (MDB), hoje secretário do governo João Doria (PSDB), Alexandre Baldy (PP) chegou dirigindo e foi embora pouco depois. Abriu a janela e explicou. Esteve lá para levar a filha, amiga dos filhos de Rodrigo Maia. E se despediu com o slogan do novo chefe: "Acelera", acompanhado do gesto com a mão.

Poucos parlamentares compareceram. Um deles foi o senador Marcos do Val (PPS-ES), relator do decreto legislativo apresentado pelo PT no Senado para anular a medida de Bolsonaro, que flexibiliza a posse de armas para civis.

Os outros dois foram os deputados Fernando Coelho Filho (DEM-PE) e Arthur Lira (AL), líder do PP na Câmara, um dos críticos mais contundentes da falta de articulação política do governo Bolsonaro.

Há rumores de que a reunião na verdade seria para aproximar a base aliada e tentar apaziguar os ânimos acirrados internamente.

Sem base aliada formada, o governo Bolsonaro é criticado no Congresso pela articulação política considerada falha. 

Fonte: Estadão

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Boeing admite falha em software do simulador de voo do 737 MAX
SEGUNDO AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Boeing admite falha em software do simulador de voo do 737 MAX

18/05/2019 22:38
Boeing admite falha em software do simulador de voo do 737 MAX
Chanceler austríaco convoca eleições antecipadas após escândalo derrubar vice
FIM DE COALIZÃO

Chanceler austríaco convoca eleições antecipadas após escândalo derrubar vice

18/05/2019 22:09
Chanceler austríaco convoca eleições antecipadas após escândalo derrubar vice
Com previsão de chuvas moderadas, Rio continua em estágio de crise
CENTRO DE OPERAÇÕES

Com previsão de chuvas moderadas, Rio continua em estágio de crise

18/05/2019 20:28
Com previsão de chuvas moderadas, Rio continua em estágio de crise
Donald Trump volta a ameaçar imigrantes ilegais
VIA TWITTER

Donald Trump volta a ameaçar imigrantes ilegais

18/05/2019 19:25
Donald Trump volta a ameaçar imigrantes ilegais
Mais de 70% da violência sexual contra crianças ocorre dentro de casa
DADOS DO DISQUE 100

Mais de 70% da violência sexual contra crianças ocorre dentro de casa

18/05/2019 19:19
Mais de 70% da violência sexual contra crianças ocorre dentro de casa
Últimas Notícias