Dólar Americano/Real Brasileiro compra R$ 5,3041 venda R$ 5,3046 máxima 5,3069
Euro/Real Brasileiro compra R$ 6,4042 venda R$ 6,4053 máxima 6,4074
12 Mai - 21h48
quarta, 12 de maio de 2021
LIDER - MELHOR ELET SECADOR - DESK - 03, 12, 21 e 29/05
LIDER - MELHOR ELET SECADOR - MOB - 03, 12, 21 e 29/05
SAÚDE

Proteína 'lectina' pode evitar infecção pelo coronavírus

03 Mai 2021 - 18h53Atualizado 03 Mai 2021 - 19h40
Proteína 'lectina' pode evitar infecção pelo coronavírus - Crédito: Ilustrativa/Freepik Crédito: Ilustrativa/Freepik

Pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, através de um estudo, identificaram que a proteína spike é grande facilitadora para que o Sars-CoV-2 entre no organismo e se instale nas células humanas, porém, os estudiosos registraram a ação de uma outra proteína, conhecida como lectina, que tem a capacidade de se acoplar à spike e, com isso, impedir que o novo coronavírus infecte o corpo humano. O estudo está disponível no repositório bioRxiv, em versão preprint (ainda não revisado por pares).

Encabeçando a pesquisa, Josef Penninger, diretor do Instituto de Ciências da Vida em Vancouver, a equipe de estudiosos desenvolveu uma espécie de biblioteca contendo diferentes tipos de lectina e, entre elas, identificou duas com alto potencial de ligação aos glicanos da proteína spike — ou proteína S. "Nossa ideia é aproveitar essa propriedade para desenvolver um medicamento contra a Covid-19", informou Penninger, através de um comunicado.

Outras pesquisas já avanam quanto a intenção de bloquear a ação da proteína S. A droga APN01, que já está passando por testes clínicos, funciona como uma espécie de trava dos receptores das nossas células, evitando que a spike se ligue a elas. Agora, o uso da lectina foca diretamente no bloqueio da proteína do vírus, tornando impossível o acoplamento em estruturas humanas. "A porta está obstruída porque a chave está cheia de lectinas", comenta.

Os cientistas observaram ainda que, em algumas variantes, é possível encontrar uma boa conservação nos glicanos da proteína o que garante a entrada do patógeno nas células. Para Stefan Mereiter, um dos autores da pesquisa, esse pode ser considerado o "calcanhar de Aquiles" do temido Sars-CoV-2.

Os pesquisadores puderam identificar que a proteína spike e a lectina apresentou uma mobilidade da molécula viral que surpreendeu. Através de imagens eles puderam observar que o formato triangular da proteína S, que geralmente aparece fechado, se abriu na superfície e ficou presa às lectinas durante um longo tempo em uma escala molecular, o que segundo eles, é um bom sinal para diminuir a vida útil do coronavírus.

 

Com informações da Revista Galileu

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência
SAÚDE

Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência

há 43 minutos atrás
Secretário de Cultura passa por cateterismo de emergência
Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid
INVESTIGAÇÃO

Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid

12/05/2021 20:24
Senadores apontam contradição de Wajngarten em depoimento à CPI da Covid
Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic
NO CANADÁ

Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic

12/05/2021 20:15
Bilhete dentro de garrafa encontrada na praia pode ser de vítima do Titanic
Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS

Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

12/05/2021 19:35
Brasil registra 76.692 casos e 2.494 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada
TELETRABALHO

Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada

12/05/2021 19:31
Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada
Últimas Notícias