Dólar Comercial compra R$ 5,624 venda R$ 5,6246 máxima 5,6251
Euro compra R$ 6,6397 venda R$ 6,6421 máxima 6,6569
27 Out - 07h15
terça, 27 de outubro de 2020
LIDER MAG - MODA 2a- 26 E 27.10 - DESK
BASA - CAP DE GIRO - MOB - 24, 25 E 26.10 - ALTERN
INCERTEZA

Retorno às aulas preocupa com queda em vacinação de crianças na pandemia

21 Set 2020 - 08h00Atualizado 21 Set 2020 - 07h54Por Da Redação
Retorno às aulas preocupa com queda em vacinação de crianças na pandemia - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Com medo da covid-19, algumas famílias tiveram receio em vacinar seus filhos durante a pandemia do novo coronavírus. Essa é uma afirmação a pediatra Flávia Bravo, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim). Embora o governo tenha criado um protocolo de vacinação, com fluxo separado do atendimento de covid-19, faltou esforço para esclarecer a população sobre ele, diz. "O governo precisa reforçar a divulgação de suas campanhas no rádio e televisão, onde mais gente toma conhecimento."

“A reabertura [econômica] vai chegar e a criança não vacinada retornará às ruas em meio a um surto de sarampo. E quando todo mundo voltar à escola, o que vai acontecer? ” Indagou Flávia Bravo.  

A doula Yasmin de Nizo, 27 anos, preferiu não levar a filha, Amora, para ser vacinada este ano. "Ela não tomou a vacina tríplice porque estava em falta em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Quando disponibilizaram, começou a pandemia e eu não a levei por medo de contaminação", diz. "Mas agora que a pandemia não acaba nunca, estou revendo minha decisão", diz Yasmin, que teme a volta às aulas e a possibilidade de a filha adoecer na creche, onde iniciava adaptação. "Vou levá-la ao posto para vacinar e não vou deixar que ela volte para a escola."

O índice de vacinação de crianças no Brasil, que já vinha registrando queda nos últimos anos, despencou em 2020 durante a pandemia, revelam dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Embora a meta anual brasileira seja vacinar entre 90% e 95% das crianças com até um ano de vida, esse índice não passou de 61% entre janeiro e julho deste ano.

Em 2015, a média de cobertura das nove principais vacinas indicadas a essa faixa de idade esteve acima da meta: 95,8%. Nos anos seguintes, esse percentual começou a cair. Ficou em 86%, em 2016, e 87% em 2017. Em 2018, subiu para 90%, mas no ano passado a média não passou de 83%.

 

Fonte: UOL

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 98469-4559ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir de amanhã
ECONOMIA

Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir de amanhã

26/10/2020 23:41
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir de amanhã
MP destina cestas básicas a quilombolas, indígenas e pescadores
DIREITOS HUMANOS

MP destina cestas básicas a quilombolas, indígenas e pescadores

26/10/2020 22:45
MP destina cestas básicas a quilombolas, indígenas e pescadores
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
PANDEMIA

Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19

26/10/2020 22:06
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
Estoque de empregos encerrou 2019 no maior nível em quatro anos
ANTES DA PANDEMIA

Estoque de empregos encerrou 2019 no maior nível em quatro anos

26/10/2020 18:11
Estoque de empregos encerrou 2019 no maior nível em quatro anos
Vídeo: pastora da Assembleia de Deus diz a pais para ‘meter uma mão na cara e uma pisada no pescoço’ para educar filhos
EM CULTO

Vídeo: pastora da Assembleia de Deus diz a pais para ‘meter uma mão na cara e uma pisada no pescoço’ para educar filhos

26/10/2020 18:00
Vídeo: pastora da Assembleia de Deus diz a pais para ‘meter uma mão na cara e uma pisada no pescoço’ para educar filhos
Últimas Notícias