Dólar Comercial compra R$ 5,5031 venda R$ 5,5038 máxima 5,5282
Euro compra R$ 6,431 venda R$ 6,4335 máxima 6,465
23 Set - 09h54
quarta, 23 de setembro de 2020
BASA - EM CADA ORAÇÃO... DESK - 18.9
VALE - DIA DA AMAZ - MOB - 15.9
INTERROMPIDO POR SECRETÁRIO

Trump quis matar presidente da Síria: ‘tinha tudo preparado’

Segundo ele, a decisão foi interrompida pelo seu ex-secretário da Defesa

15 Set 2020 - 13h30Atualizado 15 Set 2020 - 14h50
Trump quis matar presidente da Síria: ‘tinha tudo preparado’ - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil
O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira, 15, que queria matar o presidente sírio, Bashar al-Assad, em 2017, mas seu então secretário da Defesa, Jim Mattis, foi contrário a essa decisão.
 
"Preferia tê-lo eliminado. Tinha tudo preparado", disse Trump à Fox.
 
"Mattis não queria fazer isso. Mattis era um general muito superestimado, e eu o deixei ir", criticou.
 
As declarações de Trump apoiam informações publicadas em 2018 no livro "Fear: Trump in the White House", do jornalista Bob Woodward, do jornal "The Washington Post". À época, foram negadas pelo presidente.
 
"Isso nem foi cogitado", disse Trump a repórteres em 5 de setembro de 2018.
Trump aclamou Mattis como "um grande homem", quando o nomeou para chefiar o Pentágono. A relação acabou sofrendo um intenso desgaste, com atritos cada vez mais visíveis. O general reformado renunciou ao cargo no final de 2018.
 
Trump considerou assassinar Assad depois que o governo sírio lançou um ataque químico contra civis, em abril de 2017.
 
De acordo com o relato de Woodward, Trump disse que as forças dos EUA deveriam "entrar" e "matar" Assad.
 
Woodward - famoso por descobrir o escândalo do Watergate que levou à renúncia do então presidente Richard Nixon no início da década de 1970 - acrescenta no livro que Mattis disse ao presidente que "se dedicaria a isso", mas depois voltou com planos para um ataque aéreo limitado.
 
Trump disse à Fox que não lamentava ter considerado matar Assad e que, se tivesse feito isso, "ele poderia ter vivido com isso".
 
"Certamente eu não o considerava uma boa pessoa. Tive a chance de eliminá-lo, se eu quisesse, mas Mattis foi contra", insistiu o presidente.
 
"Mattis era contra todas essas coisas", acrescentou.
 
A Síria vive uma guerra civil devastadora que deixou centenas de milhares de mortos. O governo Bashar al-Assad é acusado de uma série de crimes, incluindo tortura, execuções sumárias, estupro e uso de armas químicas.
 
Fonte: UOL

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

Filhote recém-nascido de jaguatirica é resgatado em chassi de caminhão
EM EXTINÇÃO

Filhote recém-nascido de jaguatirica é resgatado em chassi de caminhão

há 16 minutos atrás
Filhote recém-nascido de jaguatirica é resgatado em chassi de caminhão
Votação de impeachment de Witzel inicia nesta quarta-feira, 23
JULGAMENTO

Votação de impeachment de Witzel inicia nesta quarta-feira, 23

23/09/2020 08:25
Votação de impeachment de Witzel inicia nesta quarta-feira, 23
Auxílio Emergencial será pago a 5,6 milhões de beneficiários nesta quarta-feira, 23
BENEFÍCIO

Auxílio Emergencial será pago a 5,6 milhões de beneficiários nesta quarta-feira, 23

23/09/2020 07:53
Auxílio Emergencial será pago a 5,6 milhões de beneficiários nesta quarta-feira, 23
líder da oposição na Rússia recebe alta médica após ter sido evenenado
RECUPERADO

líder da oposição na Rússia recebe alta médica após ter sido evenenado

23/09/2020 07:40
líder da oposição na Rússia recebe alta médica após ter sido evenenado
Bombeiros da Força Nacional reforçam combate aos incêndios no Pantanal
SOS PANTANAL

Bombeiros da Força Nacional reforçam combate aos incêndios no Pantanal

23/09/2020 07:30
Bombeiros da Força Nacional reforçam combate aos incêndios no Pantanal
Últimas Notícias