Dólar Comercial compra R$ 4,1472 venda R$ 4,1479 máxima 4,1830
Euro compra R$ 4,5681 venda R$ 4,5706 máxima 4,6132
21 Set - 10h34
sábado, 21 de setembro de 2019
Unique
Unique_mobile
APÓS 12 ANOS

Viúva da Mega Sena é condenada em definitivo pela morte do marido

11 Set 2019 - 12h30Atualizado 11 Set 2019 - 12h16
Viúva da Mega Sena é condenada em definitivo pela morte do marido - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

A Justiça do Rio de Janeiro rejeitou o último recurso pedido pela defesa de Adriana Ferreira Almeida, que ficou conhecida como “Viúva da Mega-Sena”. Com a decisão, se esgotaram todos os recursos possíveis para a ex-cabeleireira, que foi condenada em definitivo pelo assassinato do marido, o ex-lavrador e milionário René Senna, em janeiro de 2007.

A defesa de Adriana — que foi condenada em primeira instância em dezembro de 2016 a 20 anos de prisão por ser mandante do assassinato do ex-marido — pedia, no habeas corpus, a diminuição da pena. O pedido foi negado por unanimidade.

Agora, Adriana só tem mais uma pendência com a Justiça: ela aguarda o último recurso do processo que vai definir a partilha da herança de René Senna, estimada em R$ 120 milhões. Apesar de a Justiça ter anulado o testamento que beneficiava a ex-cabeleireira, a filha do milionário recorreu da decisão.

Renata Almeida Sena, de 32 anos, deseja a revalidação do testamento que beneficia a assassina de seu pai em detrimento do outro que dividia a herança entre ela e seus nove tios, irmãos do ex-lavrador.

No recurso, a defesa de Renata argumenta que Adriana não tinha intenção de matar o milionário quando o testamento foi assinado, três meses antes do crime e mais de um ano depois de Renê ganhar a bolada. O recurso deve ser julgado até o final do ano.

O crime

René Senna foi executada a tiros por dois homens contratados por Adriana, em janeiro de 2007, em Rio Bonito, na Região Metropolitana. De acordo com a sentença que condenou a cabeleireira, Adriana ordenou a morte do marido após ele ter dito que iria a excluí-la do testamento, pois havia descoberto que estava sendo traído.

Atualmente, ela cumpre a pena em um presídio do Rio. O sítio em que o casal vivia antes do crime — um dos bens mais valiosos da herança — está hoje abandonado.

Durante o julgamento em que foi condenada, Adriana disse que amava Renê e que sua vida era muito melhor quando ele estava vivo: “Eu tinha tudo”, afirmou, na ocasião. Após o crime, Adriana se casou novamente e incorporou o sobrenome do novo marido ao seu: hoje, ela assina Adriana Ferreira Almeida Nascimento.

Fonte: Extra 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal Roma News
(91) 99385-1113ou clique aqui e fale conosco

Deixe seu Comentário

Leia Também

EUA vão enviar tropas à Arábia Saudita após ataques a refinarias
REFORÇO

EUA vão enviar tropas à Arábia Saudita após ataques a refinarias

há 34 minutos atrás
EUA vão enviar tropas à Arábia Saudita após ataques a refinarias
Youtuber indeniza família de menina que morreu ao imitar vídeo viral
INFLUENCER

Youtuber indeniza família de menina que morreu ao imitar vídeo viral

21/09/2019 09:30
Youtuber indeniza família de menina que morreu ao imitar vídeo viral
Polícia faz reconstituição da morte de pastor Anderson, marido de Flordelis
INVESTIGAÇÃO

Polícia faz reconstituição da morte de pastor Anderson, marido de Flordelis

21/09/2019 09:00
Polícia faz reconstituição da morte de pastor Anderson, marido de Flordelis
Sérgio Cabral negocia delação premiada
NEGOCIAÇÃO

Sérgio Cabral negocia delação premiada

21/09/2019 08:40
Sérgio Cabral negocia delação premiada
Menina de 8 anos morre baleada no Complexo do Alemão
VIOLÊNCIA NO RIO

Menina de 8 anos morre baleada no Complexo do Alemão

21/09/2019 08:20
Menina de 8 anos morre baleada no Complexo do Alemão
Últimas Notícias